O que fazer em Genebra
Museu Ariana - Foto: Eigene Aufnahme (Licença-cc-by-sa-3.0)
Museu Ariana - Foto: Eigene Aufnahme (Licença-cc-by-sa-3.0)

Na riquíssima cidade de Genebra, existem inúmeros atrativos turísticos a serem explorados e dentre esses, selecionamos os quais consideramos como os mais importantes, além de interessantes:

Clima bem nostálgico
O 'Centro histórico de Genebra', situa-se dentro do perímetro das antigas muralhas de Genebra, agora demarcadas por ruas como o bulevar Emile Jacques Dalcroze, rue de la Croix Rouge e rue de la Madeleine. Não deixe de conheçer, pois, é no centro histórico que se encontram a imponente 'Catedral de Saint Pierre' além de diversas belas casas enfileiradas ao longo de ruas extreitas. No local, também agrega algumas agradáveis pracinhas, bem como, lojas, bares e restaurantes, além de um clima bem nostálgico, dominando perfeitamente o cenário, à exemplo da animada Place du Bourg-de-Fours.

Os abusos do clero
Construída entre os séculos XII e XIII, considerada como um dos seus principais atrativos religiosos além de um indiscutível marco histórico, vale muito, conhecer a 'Catedral St. Pierre'. Conforme afirmam os historiadores suiços, foi nessa catedral, que Calvino pregou a grande reforma protestante, denunciando os abusos do clero á época.

Um relógio com 6.500 flores
Imagine um relógio produzido com mais de 6.500 flores! É claro que você não vai perder a oportunidade de conhecer o 'Horloge Fleurie'. Localizado no topo do Jardim Inglês, o relógio possui 16 metros de circunferência por 5 de diâmetro, constituindo-se num dos mais importantes cartões-postais da bela cidade de Genebra. Não era para menos, afinal, a terra dos relógios precisos não poderia deixar de tão bem representá-lo, com um dos seus principais ícones.

Espírito da solidariedade
Outro atrativo bastante interessante que sugerimos sua visita, é ao 'Museu da Cruz Vermelha', o qual dedica-se à história das atividades da Cruz Vermelha, comprovadamente considerada a maior organização humanitária do mundo, em períodos de guerra, como também, em lugares atingidos por catástrofes naturais. Fundado pelo genebriano Henry Dunant, o museu tem como objetivo, despertar nos seres humanos, o espírito da solidariedade através de filmes, fotografias, objetos, documentos, displays audiovisuais., dentre outros.

Conheça mais sobre Genebra
Destinos Europa
Publicidade