Historia de Gotenburgo
Prefeitura de Gotemburgo - Foto: Erik031 (Licença-Dominio publico)
Prefeitura de Gotemburgo - Foto: Erik031 (Licença-Dominio publico)

Nos séculos XVI e XVII, a situação fronteiriça da Suécia tornou imperativa a presença de um posto na costa oeste para controlar a área exposta entre os rivais Dinamarca e Noruega. A fundação bem sucedida de Gotemburgo ocorreu em 1621, pelo rei Gustavo II Adolfo. O brasão da cidade foi baseado no leão do brasão do país, simbolicamente segurando um escudo com o emblema nacional, as Três Coroas, defendendo a cidade dos seus inimigos. Pelo Tratado de Roskilde, em 1658 as províncias dinamarquesa Halland (no sul) e norueguesa Bohuslän (no norte) foram entregues à Suécia. Com uma situação menos exposta, Gotemburgo pôde crescer, tornando-se num importante porto comercial na costa oeste. A estrutura arquitectónica surgiu do trabalho de arquitectos neerlandeses contratados pelo rei sueco. O plano dos canais de Gotemburgo é por isso idêntico ao usado para a construção de canais em Jacarta (Indonésia).

No século XVIII, a indústria pesqueira era a mais significativa da cidade. No entanto, em 1731 foi fundada a Companhia Sueca das Índias Orientais, e a cidade prosperou devido ao volume de negócios originados por lucrativas expedições a países asiáticos. O porto desenvolveu-se até se tornar o principal porto na Suécia para trocas comerciais no Oeste. Com a massiva emigração de suecos para a América do Norte, Gotemburgo tornou-se também o principal ponto de saída do país. Por esta razão, é possível encontrar cidades norte-americanas com nomes suecos, incluindo Gothenburg no Nebraska (Estados Unidos). Gotemburgo desenvolveu-se como cidade industrial moderna no século XIX, uma tendência que se estendeu ao século XX. A população aumentou dez vezes nesse período, de 13 000 (em 1800) até 130 000 (em 1900). No século XX, importantes indústrias estabeleceram-se na cidade, como a SKF (empresa de produtos de aplicação industrial, estabelecida em 1907) e a Volvo (empresa fabricante de veículos comerciais, estabelecida em 1927).

Mais recentemente, a indústria sofreu uma recessão, impulsionando o desenvolvimento de áreas ligadas ao comércio, educação e cultura. Enquanto muitas das indústrias ligadas à navegação marítima fecharam nos anos 80, a indústria ligada à tecnologia floresceu. A Volvo é a maior empregadora neste ramo, existindo também diversos ramos comerciais de companhias de software.

Fonte: Wikipédia

Conheça mais sobre Gotenburgo
Destinos Suécia
Publicidade