Últimos posts
O que fazer em Florença
Vista de Piazzale Michelangelo - Foto: Luca Aless (Licença-cc-by-sa-3.0)
Vista de Piazzale Michelangelo - Foto: Luca Aless (Licença-cc-by-sa-3.0)

Na histórica cidade de Florença, existem inúmeros atrativos turísticos a serem explorados e dentre esses, selecionamos os quais consideramos como os mais importantes, além de interessantes:

Inúmeros importantes museus
Em Florença existem inúmeros museus espalhados pelos mais diversos locais turísticos da cidade, dentre eles, destacamos o 'Museu Nacional il Bargello', construído em 1255 que fica situado num dos edifícios mais antigos de Florença e um dos mais belos da Itália e, possui em seu acervo, maravilhosas obras de arte do Renascimento Toscano de Brunelleschi, Michelangelo, Cellini, Giambologna e Donatello, além de outras peças com valor inestimável, esculpidas em marfim, joias, tapeçarias e armas.

Tem também o 'Museu de São Marcos', um exemplo de convento do século XV perfeitamente preservado, cujo projeto harmonioso e racional, foi baseado nas ideias de Brunelleschi e abriga um acervo composto de obras de afrescos Fra Angélico e painéis dispostos nas celas dos monges e em outros espaços, bem como, um esplêndido afresco do século XV produzido por Ghirlandaio, representando a 'Última Ceia'. Outro museu que também merece uma visita, é o 'Museu da Catedral', o qual abriga obras de arte da Catedral Gótica, do Batistério e do Campanário de Giotto.

Campanário projetado por Giotto
Com um rebuscado gótico de cores claras cujo exterior é impactante sob qualquer ângulo, visite a imponente 'Catedral de Florença', a qual  reserva alguns detalhes preciosos a exemplo das ruínas da antiga igreja e possui um campanário projetado por Giotto e a pintura Dante e a Divina Comédia, de Domenico di Michelino. A igreje teve seu início de construção em 1296, sendo concluída em 1887.

Mais antiga de Florença
Considerada como a construção mais antiga de Florença, vale muito conhecer o 'Batistério'. Erguido no século VI, associado ao Duomo e o campanário de Giotto, essa tríade é listada como patrimônio da humanidade pela Unesco. Com portas de sua face leste decoradas por Lorenzo Ghiberti no século XV, concorre com baterias gigantes como Brunelleschi e Donatello.

Restos mortais de Michelangelo
Com tumbas, decoradas por artistas como Donatello, moradia dos restos mortais de Maquiavel, Galilei e Michelangelo, vale muito uma visita ao 'Opera di Santa Croce'. Essa basílica franciscana foi concluída em 1294 e agrega afrescos de pintores consagrados como Giotto e Taddeo Gaddi.

Mais de 650 anos
Transformando-se em cartão-postal definitivo de Florença, juntamente com o Duomo, é irresistível conhecer a 'Ponte Veccio', a qual segue firme unindo as duas margens do Rio Arno após mais de 650 anos. Ali existem algumas lojas que ainda são geridas pelas mesmas famílias há séculos, numa tradição que teve início no século XVI.

Afrescos de Masaccio e Masolino
Agregando pinturas renascentistas com inovações estilísticas marcantes como o realismo, a narrativa dramática e domínio da perspectiva, é meramente impossível deixar de visitar a 'Cappella Brancacci', onde grande parte dos afrescos de Masaccio e Masolino, é sobre a vida de São Pedro. Interrompidos em 1436 foi concluídos depois de 50 anos por outro artista do Renascimento, o famoso Filippino Lippi.

Conheça mais sobre Florença
Destinos Europa
Publicidade