Últimos posts
O que fazer em Veneza
Grande canal de Veneza - Foto: Radomil (Licença-cc-by-sa-3.0)
Grande canal de Veneza - Foto: Radomil (Licença-cc-by-sa-3.0)

Na romântica cidade de Veneza, existem inúmeros atrativos turísticos a serem explorados e dentre esses, selecionamos os quais consideramos como os mais importantes, além de interessantes:

Restos mortais do santo
Construída no ano de 828, agregando à sua bela e imponente arquitetura cinco cúpulas misturam estilos bizantinos, românicos e renascentistas, não deixe de conhecer a 'Basílica San Marco', onde se encontra os supostos restos mortais do santo que a batizou, o padroeiro de Veneza. A igreja está adornada com réplicas cavalos de bronze trazidos do Hipódromo de Constantinopla, atual Istambul, contudo os originais se encontram no interior do templo.

Arquitetura original do século XIV
Reconstruída de acordo com o projeto do século XVI, sendo que, a arquitetura original era do século XIV, conheça e contemple uma das praças mais famosas do mundo, além das mais belas, a 'Piazza San Marco'. A belíssima praça é também o endereço para algumas lojas de grifes e os clássico cafés da cidade.

Edifício de estilo bizantino
Localizada junto à laguna, que representava o poderio político do antigo império mercante de Veneza, o 'Palazzo Ducale' é um dos importantes atrativos turísticos da cidade e muito atraído pelos visitantes. O brilhante edifício de estilos bizantino, gótico e renascentista, ao tomar a cidade no ano de 1797, pôs fim à República Veneziana.

Estilo barroco do século XVII
Situado ao sudoeste da cidade, incluso a famosa 'Ilha Giudecca' ao sul, do outro lado do canal de mesmo nome, 'Dorsoduro' também é um dos mais importantes atrativos de Veneza, o que a faz extremamente interessante a sua visita, visto que, é onde se encontram alguns dos principais museus da cidade, a exemplo da 'Galleria Dell’Academia' a Casa de obras de artistas como Tintoretto, Tiziano e Canaletto, e o Guggenheim, além de igrejas como a 'Santa Maria della Salute', construída em estilo barroco do século XVII.

Navegando em gôndolas
Impossível ír à Veneza e não realizar aquele sonho, ao embarcar numa de suas belas 'gôndolas'. O percurso vai pelo Grand Canal ou por canais estreitos em bairros internos, o que vez por outra causa um pouco de congestionamento. Atenção: Para um passeio de qualidade, há de se observar na riqueza de detalhes da embarcação, bem como, o estado de conservação da mesma. Sempre procure por profissionais credenciados, de preferência, os que ficam nos arredores da 'Ponte Rialto' e da 'Piazza San Marco'.

Coloridos cristais
Acessível a penas por vaporetto e célebre pelos trabalhos artísticos em vidro, aproveite sua estada e conheça a 'Ilha de Murano' que fica a pouco menos de 2 quilômetros ao norte de Veneza. A ilha produz copos, luminárias, enfeites, penduricalhos e outros objetos forjados com os coloridos cristais locais, por causa disso, recebe milhares de visitantes dos quatro cantos do planeta. Também é possivel um tour pelas fábricas e até um museu dedicado aos vidros, com mais de 4 mil itens em exposição.

Joias do barroco
No turismo religioso, dois templos despertam a atenção e atrai os turistas que vão à Veneza. São elas, a 'Igreja S. Maria Della Salute', erguida no século XVII com projeto assinado por Baldassare Longhena, conta com uma cúpula branca e possui joias do barroco. Já a 'Igreja S. Maria Gloriosa' tem mais de 800 anos e possui grandes obras de artistas como o famoso Ticiano. A ligação do artista com o local era tão forte que seu corpo está enterrado no interior da igreja.

Conheça mais sobre Veneza
Destinos Europa
Publicidade