Últimos posts

Festa Nacional da Maçã

Festa Nacional da Maçã - Foto: Julio Cavalheiro (Gov-SC-Secom)
Festa Nacional da Maçã - Foto: Julio Cavalheiro (Gov-SC-Secom)

Realizada entre o final de abril e início de maio, é uma tradição que existe há mais de 50 anos. A história remonta a 1952, com a realização da Exposição Agropecuária de São Joaquim. Em 1956, o nome foi mudado para Festa Municipal da Maçã. Naquela época, a produção da fruta na cidade era ainda artesanal, em baixa escala. Em 1978, o evento ganhou a denominação atual, Festa Nacional da Maçã, e contou com a presença do presidente Ernesto Geisel - tradição que se repetiu depois com João Figueiredo, José Sarney e Fernando Collor de Mello.

No final dos anos 90, a festa deixou de ser realizada durante quatro anos, mas voltou com força total em 2001, atraindo 100 mil pessoas para os nove dias do evento. A Festa da Maçã surgiu em 1952, com a realização da Exposição Agropecuária de São Joaquim, em virtude do desenvolvimento da produção de maçãs no município. Teve sua primeira denominação como Festa Municipal da Maçã em 1956 e tomando rumos e dimensões cada vez maiores, no ano de 1978 passa a denominar-se Festa Nacional da Maçã.

Desde então foi freqüentada por milhares de pessoas, consolidou agronegócios e fortaleceu a economia regional, projetando-se em muitas de suas edições com a participação de quatro presidentes da República: Ernesto Geisel (1978), João Figueiredo (1982), José Sarney (1988) e Fernando Collor de Mello (1991).

Localizada há mais de 1.300 metros acima do nível do mar, a região de São Joaquim foi agraciada com as condições climáticas ideais para o cultivo das melhores maçãs do Brasil. A fruta começou a ser produzida em escala comercial no município por volta de 1975 e hoje é o carro chefe da economia joaquinense, movimentando mais de R$ 60 milhões a cada safra.

Terceiro maior produtor a nível nacional e segundo no Estado, São Joaquim colhe anualmente cerca de 100 mil toneladas de maçã, envolvendo 675 fruticultores, na sua maioria pequenos produtores, em uma área de 4.100 hectares. As variedades mais produzidas são a Gala, colhida entre os meses de fevereiro e março, e a Fuji nos meses de março e abril.

Festa Nacional da Maçã - Foto: Julio Cavalheiro (Gov-SC-Secom)
Festa Nacional da Maçã - Foto: Julio Cavalheiro (Gov-SC-Secom)
 Veja também
O Festival Brasileiro da Cerveja, realizado anualmente em Blumenau – SC, cresce a cada ano e se consolida como o maior do ramo no país. É a reunião das principais cervejarias do país, dos melhores sabores...Saiba mais
Durante 19 dias de festa os blumenauenses mostram para todo o Brasil a sua riqueza cultural, revelada pelo amor à música, à dança e à gastronomia típica, que preservam os costumes dos antepassados...Saiba mais
A Festitalia surgiu em 1994, fruto do ideal dos integrantes do Circolo Italiano di Blumenau em resgatar, manter e incentivar a cultura italiana e o amor pela Itália. Desde sua primeira edição consagrou-se...Saiba mais
Destinos Santa Catarina
Publicidade