Últimos posts
Historia de Xangai
Panorama de Pudong visto do bund - Foto: pjt56 (Licenca-cc-by-sa-4-0)
Panorama de Pudong visto do bund - Foto: pjt56 (Licenca-cc-by-sa-4-0)

Durante a dinastia Song (960-1279) Xangai era originalmente uma vila e ganhou o estatuto de 'cidade-mercado' em 1074. Em 1172 um segundo quebra-mar foi construído para estabilizar o litoral, complementando um dique anterior. A partir da Dinastia Yuan em 1292 até se tornar oficialmente uma cidade pela primeira vez em 1927, Xangai foi designada meramente como um condado, administrado pela prefeitura de Songjiang. Dois eventos importantes influenciaram o desenvolvimento da cidade durante a dinastia Ming. A muralha de Xangai foi construída pela primeira vez em 1554 para proteger a cidade das invasões de piratas japoneses. Ela media dez metros de altura e cinco quilômetros de circunferência. Durante o reinado Wanli (1573-1620), Xangai ganhou um importante impulso cultural com a construção do Templo Cidade de Deus em 1602. Este privilégio era geralmente reservado para lugares com estatuto de uma cidade, como a capital de uma prefeitura, normalmente não concedido a uma cidade-condado, como Xangai era naquela época. Isto provavelmente refletia a sua importância econômica, em oposição ao seu baixo estatuto político.

Durante a dinastia Qing, Xangai tornou-se um dos portos marítimos mais importantes da região do Delta do Rio Yangtze, devido a duas importantes mudanças políticas do governo central: Em primeiro, o imperador Kangxi em 1684 inverteu a proibição anterior de navegação oceânica de carga - uma proibição que estava em vigor desde 1525. Em segundo, em 1732 o imperador Yongzheng transferiu a aduana marítima da província de Jiangsu para Xangai, e deu ao Xangai o controle exclusivo sobre a coleta de impostos do comércio exterior da província de Jiangsu. Como resultado dessas duas decisões críticas, em 1735 Xangai tornou-se o porto marítimo mais importante de toda região sul do rio Yangtzé, apesar de estar ainda no nível mais baixo na hierarquia administrativa política.

O seu desenvolvimento mercantil e financeiro internacional no século XIX iniciou-se quando, no fim da Guerras do Ópio (Tratado de Nanquim, 1842), teve de se abrir ao comércio e tráfico de Ópio com os países ocidentais. Em breve as forças britânicas adquiriram o monopólio de metade do comércio externo da China, atingindo um grande desenvolvimento urbano e demográfico. Antes da Segunda Guerra Mundial, era o maior centro comercial do Extremo Oriente, com 4 300 630 habitantes, e constituía uma parte chinesa e outra europeia, gozando esta do direito de extraterritorialidade, com um regime jurídico próprio.

Durante a República da China (1912-1949), o estatuto político de Xangai foi finalmente elevado ao de um município em 14 de julho de 1927. Embora o território das concessões estrangeiras estivessem excluído do seu controle, este novo município chinês ainda cobria uma área de 828,8 quilômetros quadrados, incluindo os bairros modernos de Baoshan, Yangpu, Zhabei, Nanshi e Pudong. Chefiada por um prefeito chinês e um conselho municipal, a primeira nova tarefa da prefeitura foi a de criar um novo centro na vila de Jiangwan, distrito de Yangpu, fora dos limites das concessões estrangeiras. Este novo centro da cidade foi planejado para incluir um museu público, uma biblioteca, um ginásio de esportes e a sede da prefeitura.

Em 28 de janeiro de 1932, as forças japonesas atacaram e os chineses resistiram, lutando para uma paralisação, quando um cessar-fogo foi negociado em maio. A Batalha de Xangai, em 1937, resultou na ocupação das partes chinesas de Xangai, administrados fora do Acordo Internacional e da Concessão Francesa. O Acordo Internacional foi ocupada pelos japoneses em 8 de dezembro de 1941 e permaneceu ocupado até a rendição do Japão, em 1945, período em que crimes de guerra foram cometidos.

Em 27 de maio de 1949, o Exército Popular de Libertação assumiu o controle de Xangai, que se tornou um dos três municípios da antiga República da China que não se fundiram com províncias vizinhas ao longo da próxima década (os outros são Pequim e Tianjin).  Xangai foi submetida a uma série de alterações nos limites das suas subdivisões, especialmente na década seguinte. Depois de 1949, a maioria das empresas estrangeiras mudou seus escritórios de Xangai para Hong Kong, como parte de um desinvestimento estrangeiro devido à vitória comunista no país.

Durante os anos 1950 e 1960 , Xangai tornou-se um centro industrial e da esquerda radical; a esquerdista Jiang Qing e seus três companheiros, que junto formavam o Bando dos Quatro, estavam baseados na cidade. No entanto, mesmo durante os tempos mais tumultuosos da Revolução Cultural promovida pelo Partido Comunista, Xangai foi capaz de manter a alta produtividade da sua economia e a estabilidade social relativa. Na maior parte da história da República Popular da China (RPC), a fim de canalizar a riqueza para as áreas rurais, Xangai tem sido um importante contribuinte na receita fiscal do governo central chinês. A sua importância para o bem-estar fiscal do governo central também propiciou liberalizações econômicas iniciadas em 1978. Xangai foi finalmente autorizada a iniciar reformas econômicas em 1991, iniciando o desenvolvimento maciço ainda visto hoje, principalmente com o nascimento e desenvolvimento de Lujiazui em Pudong.

Fonte: Wikipédia

Conheça mais sobre Xangai
Destinos China
Publicidade