Puxada de Mastro

Puxada do Mastro de São Sebastião - Foto: Prefeitura de Ilhéus - Secom
Puxada do Mastro de São Sebastião - Foto: Prefeitura de Ilhéus - Secom

É um evento com ênfase no município de Ilheus, cuja realização se dá todos os anos na primeira semana de janeiro, em homenagem a São Sebastião, na Hinstância Hidromineral de Olivença. A festa remonta do período colonial. Segundo os historiadores, a puxada do mastro é uma espécie de penitência em que se clama aos santos proteção contra todos os males que afligem a humanidade.

Tudo indica que a festa é o resultado da cristianização de um ritual indígena. Assim, os jesuítas atraíam os “selvagens” para a fé cristã. Os índios, ágeis serradores de madeira, dirigiam-se a uma floresta, escolhiam, cortavam e descascavam uma árvore com a qual preparavam um grande mastro. Este mastro, amarrado por uma corda comprida e resistente, era arrastado até à vila e colocado em pé em frente à igreja de Nossa Senhora da Escada. A corda era solenemente depositada no altar aos pés da Santa.

Esta festa é mantida até hoje pelos descendentes dos índios e caboclos que, com fé e orgulho, transmitem às novas gerações seus costumes e crenças. A festa é acompanhada por grande número de pessoas, que cantam músicas características, de origem indígena, aos sons de tambores. Hoje, tornou-se a principal festa folclórica da região, com uma comemoração profana. Turistas, nativos e caboclos cantam e bebem, passando a mão no mastro para “garantir a fertilidade”.

Onde assistir: Ilhéus – segundo domingo de janeiro, na festa de São Sebastião; Prado – 20 de janeiro, na festa de São Sebastião; Porto Seguro – 19 e 20 de janeiro, na festa de São Sebastião do distrito de Trancoso; Alcobaça – de 31 de dezembro a 6 de janeiro, durante a festa de São Sebastião.

Puxada do Mastro de São Sebastião - Foto: Prefeitura de Ilhéus - Secom
Puxada do Mastro de São Sebastião - Foto: Prefeitura de Ilhéus - Secom
 Veja também
Zambiapunga é um grupo de homens mascarados que saem às ruas de Nilo Peçanha tradicionalmente na madrugada do dia 1o de novembro, dia de Todos-os-Santos, véspera de Finados,Saiba mais
Manifestação de cunho religioso que tem como objetivo pedir esmolas para comemorar os festejos de São Cosme e São Damião, ou de outro santo.Saiba mais
Manifestação erudita para os grupos que cantam e dançam na véspera e no dia de Reis, que é realizada no dia 6 de janeiro- conhecida também como Epifania. A festa celebra a adoração dos Reis para com o Menino Jesus Cristo.Saiba mais
Destinos Bahia
Publicidade