Cabeçorras

Cabeçorra da Ajuda - Foto: Laiana Matos
Cabeçorra da Ajuda - Foto: Laiana Matos

São personagens fantasiados, que saem às ruas em meio asos festejos carnavalescos. Cada membro porta uma mascara de papelão colorida. Atrás das cabeçorras correm os meninos que gritam: “cabeçorra, ladrão de ovo”, além de outras expressões engraçadas e picantes. Os cabeçorras fingem que não ouvem, mas, quando a turba de crianças aumenta, esses foliões voltam-se para eles e fingem persegui-los para chicoteá-los. Suas investidas provocam grande alarido e animação.
Apresentam-se apenas durante o dia, no Carnaval.

Belmonte é hoje um dos últimos redutos de Cabeções ou Cabeçorras. Pela desproporcionalidade que provocam com os corpos dos que as envergam se assemelham a anões, sendo este o seu traço fundamental. Confeccionadas com a técnica do empapelamento com diversidade de personagens, animam o carnaval  e outros desfiles populares, sempre associadas aos bonecos gigantes provocando estranhamento pelo contraste

 
Onde assistir: Belmonte

Cabeçorra da Ajuda - Foto: Laiana Matos
Cabeçorra da Ajuda - Foto: Laiana Matos
 Veja também
Nome dado à -Dança de Umbigada-, executada na Bahia. O grupo toca, canta, dança e que puxa é um solista que é respondido por indíviduos em coro, e é acompanhado pelos seguintes instrumentos: atabaques, ganzá, reco-reco, viola e violão.Saiba mais
Grupo de indivíduos, onde cada um coloca uma peneira sobre a cabeça à um cabo de vassoura, atravessado nas costas e coberto por um lençol branco, com ênfase carnavalesca.Saiba mais
Esta manifestação folclórica se caracteriza sobretudo pela figura central – o babalawô ou baba-oni-awô - o pai conhecedor do futuro, dos destinos, iniciado nos mistérios do jogo oracularSaiba mais
Destinos Bahia
Publicidade