Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanHindiItalianJapanesePortugueseRussianSpanish
História de Ituberá
Panorâmica da cidade - Foto: Rita Barreto - Setur-Ba (Licença: cc-by-sa-3.0)
Panorâmica da cidade - Foto: Rita Barreto - Setur-Ba (Licença: cc-by-sa-3.0)

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição datada da primeira metade do século XIX é um belo monumento, ao qual se tem acesso por uma longa escadaria. A torre sineira tem terminação em bulbo bizantino revestida de pastilha.

A igreja de Santo André também se destaca sendo construída em meados do século XVIII. Esta foi erguida em homenagem ao padroeiro da cidade e encontra-se localizada no alto, permitindo uma visão panorâmica da cidade. No local é realizada uma festa regional em homenagem ao padroeiro onde são armadas barracas para vendas de comestíveis.

No passado a vila de Santarém (nome primitivo de Ituberá) era ainda um pequeno povoado mas já se destacava como uma área de conexão entre o interior e o litoral, sobretudo Salvador. O local mais movimentado era o porto, a partir do qual se dava a distribuição de mercadorias para o interior, em lombos de animais, e para o litoral, através de pequenas embarcações. A existência de ruínas de engenhos e a forte presença da cultura negra evidenciam a importância da cana-de-açúcar em tempos coloniais.

Não por acaso, portanto, há comunidades remanescentes de quilombos no município (Ingeria e Lagoa Santa). Em 1909, a Vila de Santarém foi elevada à categoria de cidade. Em 1943 tem seu nome trocado para Serinhaém e me 1944 passa a se chamar Ituberá.

Conheça mais sobre Ituberá
Destinos Bahia
Publicidade