Lavagem de Itapoan

Lavagem de Itapoan - Foto: Lúcio Távora (Agencia A Tarde)
Lavagem de Itapoan - Foto: Lúcio Távora (Agencia A Tarde)

Realizada desde o século XIX a Festa de Itapuã nasceu da devoção dos pescadores a Nossa Senhora da Purificação e por isso era celebrada originalmente em 2 de fevereiro; mais tarde, a partir da década de 30, passou a ser realizada como devoção à Nossa Senhora da Conceição de Itapuã em data móvel, na quinta feira que antecede o Carnaval. O registro mais antigo do evento é de 1898, uma nota de jornal que descreve a Chegança, dança de mouros e divertimentos como o tradicional quebra-potes.

O jornal informava: “em vista de não haver transporte para aquele aprazível lugar e o dia ser de grande concorrência a Companhia Baiana resolveu dar vapores para lá pelo diminuto preço de 500 reis por ida e volta”.

Era por tanto uma festa acessível ao público apenas pelo mar e assim foi até a definitiva abertura da Avenida Oceânica na década de 40. Há um detalhe que cabe aqui ressaltar em relação aos primórdios deste evento: ocorria uma romaria de pescadores com oferendas a Iemanjá e que antecedeu em alguns anos à oferenda das Festas do Rio Vermelho. Tradição que, soube, é mantida até hoje, sem o mesmo destaque. O naufrágio de um barco com 50 pessoas à bordo, ocorrido na Romaria dos Pescadores de 1983, praticamente esvaziou o evento que deixou de ser realizado pelo menos oficialmente.

A festa completou 110 anos em 2015 e todos os anos reúne pescadores, baianas, ciclistas, capoeiristas e cavaleiros, em um misto de festa religiosa e lúdica. A manifestação religiosa que homenageia Nossa Senhora da Conceição e Iemanjá que tem início às 2h da madrugada, ao som do Bando Anunciador, formado por uma banda de sopro e percussão que percorre as ruas do bairro.

No evento também é realizada a lavagem das escadarias da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, na praça Dorival Caymmi. O ritual começou há mais de 27 anos, com Dona Niçu, antiga moradora do bairro que, depois de comemorar e agradecer a padroeira de Itapuã, oferecia um café da manhã à comunidade. O café da manhã atualmente é mantido em memória à antiga moradora, morta há 10 anos.

Lavagem de Itapoan - Foto: Beto Jr (Ag. Haack)
Lavagem de Itapoan - Foto: Beto Jr (Ag. Haack)
Lavagem de Itapoan - Foto: Gilberto Jr. (Bocão News)
Lavagem de Itapoan - Foto: Gilberto Jr. (Bocão News)
Lavagem de Itapoan - Foto: Beto Jr (Ag. Haack)
Lavagem de Itapoan - Foto: Beto Jr (Ag. Haack)
VER MAIS 5 FOTOS
 Veja também
Pescadores e fiéis festejam em cortejo marítimo, que sai ao mar partir das 16h, em inúmeros barcos, conduzindo flores e outros presentes para a Rainha das Águas. Esta é uma das maiores manifestações...Saiba mais
No dia 02 de dezembro comemora-se o Dia Nacional do Samba. Instituído pela Câmara de Vereadores de Salvador, em 1940, foi parte das homenagens ao compositor Ary Barroso, que um ano antes lançara...Saiba mais
As baianas despejam seus vasos com água de cheiro no adro da igreja e sobre as cabeças dos fiéis, num ritual de fé e esperança. Na sequência de festejos, destaca-se a Lavagem do Bonfim, uma quilométrica...Saiba mais
Destinos Bahia
Publicidade