Os Afoxés

Afoxé Filhos da Gandhy - Foto/Reprodução: Eduardo Freire (G1)
Afoxé Filhos da Gandhy - Foto/Reprodução: Eduardo Freire (G1)

Em 1895 , os negros nagôs organizaram o primeiro afoxé, denominado 'Embaixada Africana', que desfilou com roupas e objetos de adorno importados da África. No ano seguinte, surgiu, então, o segundo afoxé, o 'Pândegos da África', organizado também por negros. Os grupos representavam casas de culto de herança africana e saíam às ruas cantando e recitando seqüências de músicas e letras.

Os afoxés exibiam-se na Baixa dos Sapateiros, Taboão, Barroquinha e Pelourinho, enquanto os grandes clubes desfilavam em áreas mais nobres. Nove anos mais tarde, um outro afoxé rompeu este tácito compromisso e subiu a Barroquinha e a Ladeira de São Bento, gerando protestos em que se lastimou a quebra deste pacto não escrito da divisão espacial de classes e de ritmos no Carnaval. Neste momento, verificava-se na cidade uma divisão espacial muito séria.

Dissidentes do Cruz Vermelha, fundaram, em 1900, o Clube Carnavalesco 'Os Inocentes em Progresso'. O nome do clube foi inspirado em um bando de meninos que passavam no local cantando e tocando em latas. Em 1949, ano do IV Centenário de fundação da cidade de Salvador, é fundado o afoxé Filhos de Gandhy pelos estivadores do Porto de Salvador, como forma de homenagear o grande líder pacifista indiano assassinado em 1948, o Mahatma Gandhy.

Afoxé Filhos da Gandhy - Foto/Reprodução: Eduardo Freire (G1)
Afoxé Filhos da Gandhy - Foto/Reprodução: Eduardo Freire (G1)
 Veja também
Tudo começou com o som vindo dos tambores das entidades carnavalescas de origem africana em meados da década de 70. Nesta época, a Bahia via surgir o bloco afro ' Ilê Ayiê ' e o afoxé ' Badauê ' e acompanhava ainda o...Saiba mais
A origem do Carnaval vem de uma manifestação popular anterior à era Cristã, tendo se iniciado na Itália com o nome de Saturnálias - festa em homenagem a Saturno. As divindades da mitologia greco-romana BACO e MOMO...Saiba mais
Os anos 70 fizeram com que o apogeu do Carnaval de Salvador fosse a Praça Castro Alves, onde todas as pessoas se encontravam e se permitiam fazer tudo. Foi a época da liberação cultural, social e sexual. Até esta época...Saiba mais
Destinos Bahia
Publicidade