Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanHindiItalianJapanesePortugueseRussianSpanish
Pontos Turísticos em Maragogipe
Regata de saveiros Aratu Maragogipe - Foto: Rita Barreto - Setur-Ba (Licença CC-BY-SA-30)
Regata de saveiros Aratu Maragogipe - Foto: Rita Barreto - Setur-Ba (Licença CC-BY-SA-30)

Cachoeiras:

Cachoeira do Urubu
A cidade recebe seus visitantes oferecendo, logo na chegada, à direita, uma área verde onde a cachoeira do Urubu domina a paisagem com seus cerca de 15 metros de queda d´água. A cachoeira é formada pelo rio Quelembe, que é represado mais acima, para o abastecimento da cidade. É possível praticar o cascading (rapel em cachoeira) e escalada no sentido inverso.
Duração: uma hora.
Como chegar: fica na entrada da cidade, ao norte, à direita.

Ecoturismo:

Alto do Cruzeiro

Mirante natural, é o ponto mais alto de Maragogipe, de onde se descortinam a cidade, o manguezal e o encontro dos rios Paraguaçu e Guaí. É também local de peregrinação religiosa.
Outro mirante é o do cemitério, com uma bela vista da Baía do Iguape, Convento de São Francisco e a ilha dos Franceses.
Duração: uma hora.
Dica: a subida é bastante íngreme, com calçamento em paralelo. Use tênis.
Como chegar: o mirante fica na área urbana da parte alta da cidade, com acesso à direita logo depois da entrada da cidade.

Ilhas:

Lagamar e Baixo Paraguaçu

Ilhas e pontos pitorescos, quase intocados pelo homem, compõem a paisagem dominada por floresta tropical, restinga e manguezal.
Partindo da Ponte do Caijá e seguindo na direção da foz do Paraguaçu, os atrativos se sucedem: Ilha dos Franceses, Gruta do Cantagalo, Capela do antigo Engenho Capanema, Fazenda Salamina, com as ruínas do Engenho Novo e o Forte da Barra do Paraguaçu, mais conhecido como Forte da Salamina, a Cascata do Guimarães e a Cachoeira da Gruta do Sol, com uma queda livre de cerca de 10 metros em meio à mata fechada e acesso por uma trilha. Um píer flutuante dá acesso ao local, que dispõe de pequena infra-estrutura turística.

Muito embora pertença ao município vizinho de Cachoeira, o Convento de São Francisco do Paraguaçu, na Baía do Iguape, é uma parada obrigatória de qualquer passeio fluvial em Maragogipe, além de velejadores e outros adeptos de esportes náuticos. No caminho de volta o melhor roteiro é através do rio dos Reis, uma sucessão de canais por dentro do manguezal, com acesso somente para pequenas embarcações. Bandos de garças sobrevoam os barcos no final da tarde, em busca do ninhal.
Duração: tempo livre.
Dica: alugue um barco ou uma canoa para percorrer os inúmeros caminhos do lagamar. Pare na Gruta do Sol para um banho de cachoeira e tomar água de coco.
Como chegar: de barco, a partir de Maragogipe, Cachoeira ou São Roque do Paraguaçu.

Praias

Ponta do Souza - Praia do Pina
No verão é a mais concorrida pelos habitantes da região. Mesmo fluvial, a praia sofre influência das marés. Rio, mata e manguezal formam a paisagem deslumbrante, onde mulheres e crianças vivem de mariscar. Deste ponto é possível ter uma idéia dos rios que formam a bacia hidrográfica do Paraguaçu: Guaí, Urubu, Cachoeirinha e, naturalmente, o Paraguaçu.
Duração: tempo livre.
Como chegar: de automóvel, fica a 7 km da cidade, em estrada encascalhada.

Conheça mais sobre Maragogipe
Destinos Bahia
Publicidade