Folclore em Sergipe
Barco de Fogo - Foto: Acervo Emsetur
Barco de Fogo - Foto: Acervo Emsetur
Barco de Fogo
O Barco de Fogo é um bem histórico e cultural feito artesanalmente, de cunho tradicional ligado ao ciclo junino. Produzido exclusivamente em Estância. O bem cultural em sua origem data do inicio do século XX, criado por Chico Surdo. De acordo com Ronaldo(Roni), fogueteiro nascido no município e há 30 anos está no meio dos fogueteiros, não se tem precisão quando iniciou a produção do barco de fogo, mas, é uma tradição que se arrasta por décadas, passando de geração em geração. A transmissão do saber e fazer o barco de fogo é tradicional em Estância: Os pais vão passando conhecimento da produção de fogos para os filhos, parentes, os ajudantes, como também aqueles que estejam no meio e se interessem pela produção do bem cultural. Roni tem quatro ajudantes que já são fogueteiros profissionais. Para ser considerado fogueteiro profissional tem que saber fazer 'tudo relacionado ao fogo'. Primeiro passa por ajudante, depois se torna um profissional do ramo. Para isso, tem que ter capacidade e compromisso! Afirma o fogueteiro Ronaldo....Saiba mais
Mais Folclore em Sergipe

Cacumbi
Não se sabe ao certo a origem do Cacumbi, acredita-se que é uma variação de outros autos e bailados como Congada, Guerreiro, Reisado e CucumbiSaiba mais

Cangaceiros
Cangaceiros é costume vivo até hoje, revivendo as estórias e histórias de Lampião cantadas e decantadas em prosa e versoSaiba mais

Chegança
O pandeiro é o principal instrumento, eles utilizam também apitos e espadas. Bastante teatral, a apresentação completa da Chegança demora, geralmente, 60 minutosSaiba mais

Guerreiro
A dança é composta de jornadas - uma seqüência de cantos e danças -, que são apresentadas de acordo com os personagens de cada grupo,Saiba mais
Junto com os Lambe-Sujos se apresentam os Caboclinhos, que pintam o corpo de roxo-terra e usam indumentária indígena: enfeites de penas, cocar e flecha nas mãosSaiba mais

Maracatu
Algumas das cantigas são proferidas numa presumível língua africana, tambor, chocalho e gonguê são os instrumentos musicais que acompanham o cortejo. Saiba mais

Parafusos
Após a libertação, os negros saíram pelas ruas vestidos do jeito como faziam para fugir dos seus donos. Nasceram assim os parafusos.Saiba mais

Reisado
O enredo é formado pelos mais diversos motivos: amor, guerra, religião, história local, etc., apresentado em tom satírico e humorístico, originando um clima de brincadeirSaiba mais
É composto em suas maioria por trabalhadores rurais, que se vestem de mulher, representando as prostitutas. Um dos grupos mais apreciados pela singeleza da dança e da música.Saiba mais

Taineira
A festa é rítmica, o som é marcante e o apito coordena a mudança dos passos. Chapéus enfeitados por fitas e espelhos, cores vivas e muita alegria marcam o espetáculoSaiba mais

Zabumba
Em Sergipe, as apresentações da Zabumba acontecem em rituais de pagamento de promessas, datas comemorativas, festas religiosasSaiba mais
As mulheres trajam chapéu de palha e vestido de chita, dançam em círculo e, os homens, que ficam atrás, vão disparando tiros de bacamarteSaiba mais

Batucada
O compasso rítmico das batidas dos pés são as características mais marcantes do grupo folclóricoSaiba mais
Destinos Sergipe
Publicidade