Últimos posts

Maracatu

Maracatu - Foto: Egicyane Lisboa
Maracatu - Foto: Egicyane Lisboa

O Maracatu originou-se da coroação dos Reis do Congo. Não sendo propriamente um auto, não tem um enredo ordenado para sua exibição. Integram ao cortejo real, lembrança da célebre rainha africana Ginga de Matamba, o Rei, a Rainha, o Príncipe e a Princesa, Ministros, Conselheiros, Vassalos, Lanceiros, a Porta-bandeira, Soldados, Baianas e tocadores.

E as “Calungas”, bonecos representando Oxum e Xangô. Em geral o cortejo é formado por integrantes negros. Vestidos de cores extravagantes, os participantes do cortejo seguem pelas ruas da cidade cantando e saracoteando, entre umbigadas, cumprimentos e marchas. Não existe uma coreografia especial.

Algumas das cantigas são proferidas numa presumível língua africana, tambor, chocalho e gonguê são os instrumentos musicais que acompanham o cortejo.
 Tendo o Maracatu perdido a tradição sagrada, hoje, é considerado um grupo carnavalesco, de brincadeira s de rua, que, em Sergipe, é encontrado nos municípios de Brejo Grande e Japaratuba.

Maracatu - Foto: Egicyane Lisboa
Maracatu - Foto: Egicyane Lisboa
Maracatu - Foto: Egicyane Lisboa
Maracatu - Foto: Egicyane Lisboa
Maracatu - Foto: Egicyane Lisboa
Maracatu - Foto: Egicyane Lisboa
VER MAIS 4 FOTOS
 Veja também
O pandeiro é o principal instrumento, eles utilizam também apitos e espadas. Bastante teatral, a apresentação completa da Chegança demora, geralmente, 60 minutosSaiba mais
As mulheres trajam chapéu de palha e vestido de chita, dançam em círculo e, os homens, que ficam atrás, vão disparando tiros de bacamarteSaiba mais
O compasso rítmico das batidas dos pés são as características mais marcantes do grupo folclóricoSaiba mais
Destinos Sergipe
Publicidade