Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanHindiItalianJapanesePortugueseRussianSpanish
Vitória - Cultura - Ruas Históricas
Avenida Dante Micheline - Foto: Brunovix - (Licença-Dominio publico)
Avenida Dante Micheline - Foto: Brunovix - (Licença-Dominio publico)

Principais Ruas Históricas de Vitória

Na Rua Caramuru, onde há relatos de combates armados em 1640, atualmente existe um belo viaduto de mesmo nome, que liga dois pontos da cidade alta, construído em 1925 e restaurado em 1992. Vitória passou por um período de grande estagnação, entre o fim do século XVII e meados do século XVIII. Na administração do Marquês de Pombal, recebeu algumas atenções especiais, que nos permitem conhecer melhor as suas condições.

Nessa época, as várias capitanias passaram a contar com os serviços de engenheiros militares, com qualificação técnica adequada, tanto no que se refere à arquitetura quanto a medidas urbanísticas. Uma das principais atividades desses profissionais foi a realização de desenhos, com plantas e vistas bem detalhadas de várias localidades. Entre a documentação por eles preparada, existem algumas plantas e vistas da Vila de Vitória, permitindo compreender as transformações pelas quais passou, desde final do século XVI a meados do século XVIII.

A 'Planta da Vila de Vitória, Capital da Capitania do Espírito Santo', provavelmente levantada em 1767 por José Antônio Caldas, mostra que pouco mais de 200 anos depois de sua fundação, a Vila continuava, basicamente, concentrada no sítio da colina original e em suas encostas. Junto ao porto, em terrenos conquistados com aterros, surgiram as primeiras ruas de comércio da parte baixa, onde se instalaram os trapiches. Do lado da colina, voltado para o interior, havia algumas outras ruas ao redor de uma pequena enseada, onde chegavam pequenas embarcações.

O local é ocupado atualmente pela Praça Costa Pereira, que junto com o Parque Moscoso, conformam as duas áreas verdes mais importantes do centro da cidade. Elas foram marcos de grande importância sócio-política no desenvolvimento da cidade, especialmente a partir do princípio deste século. No sítio inicial da Vila e nas quadras ao seu redor, havia alguns edifícios importantes, indicados nos desenhos. O principal deles era o antigo Colégio dos Jesuítas, com a respectiva igreja, dedicada a São Tiago, reconstruídos pouco antes. Era uma obra típica do período arquitetônico que vai do fim do século XVII a meados do século XVIII. Depois da expulsão dos padres, o edifício do colégio foi utilizado como palácio dos governadores. Essa função ainda se mantém, depois do incêndio e das obras do início deste século.

werwre
Conheça mais sobre Vitória
Conheça Vitória
Publicidade