História de Brotas
Areia que canta (nascente de água limpida no meio da mata nativa) - Foto: Rubens Chiri
Areia que canta (nascente de água limpida no meio da mata nativa) - Foto: Rubens Chiri

A história do município começa por volta do ano de 1839, quando uma capela (Santa Cruz) foi construída, dando início a um povoado. Brotas tornou-se distrito de Araraquara em 1841 e foi transferida para Rio Claro em 1853. Em 22 de agosto de 1859, o distrito foi transformado em município. O município experimentou a sua fase de maior desenvolvimento durante a expansão da lavoura de café, entre as décadas de 1920 e 1930. Durante esta fase a cidade recebeu um grande número de imigrantes italianos, o que já vinha acontecendo desde o final do século XIX. Com a decadência da agricultura cafeeira, o município perdeu grande parte da sua população para outros centros, principalmente São Carlos, Rio Claro, Jaú e Piracicaba.

Por volta de 1839, foi construída uma capela dando origem à primitiva povoação local. O território inicialmente pertencia às Sesmarias da região de Araraquara e era cortado pelas trilhas de expansão de Minas para o interior do Estado. Os primeiros a se fixarem na região foram famílias mineiras 'Gente que estava apenas abandonando o sonho das minas para substituí-lo pelo sonho da permanência, do plantio, da fixação à terra' - Bussab (1992).

Brotas tornou-se distrito de Araraquara em 1841, sendo em 1853 transferido para Rio Claro e, finalmente, tornou-se município em 14 de fevereiro de 1859. O aniversário da cidade é celebrado no dia 03 de maio, por ocasião de uma antiga comemoração católica, a de Santa Cruz. Brotas teve sua fase de maior desenvolvimento, na década de vinte e trinta (século XX) época da expansão do café para o interior paulista. Viveu em função desta atividade econômica até sua crise definitiva. É marcante a presença de imigrantes italianos e seus descendentes que tiveram influência nos rumos políticos da cidade.

Fonte: Sectur de Brotas e Wikipédia

Conheça mais sobre Brotas
Destinos São Paulo
Publicidade