Salvador - Cultura - Agenda Festiva
Lavagem do Sr do Bomfim - Foto: Adenilson Nunes-Agecom (Licença-cc-by-sa-2.0)
Lavagem do Sr do Bomfim - Foto: Adenilson Nunes-Agecom (Licença-cc-by-sa-2.0)

Principais festas populares de Salvador:

Festa do Bonfim
Acontece na segunda quinta-feira depois do Dia de Reis. Teodósio Rodrigues de Faria, oficial da Armada Portuguesa, trouxe de Lisboa uma imagem do Cristo, que, em 1745, foi conduzida com grande acompanhamento para a igreja da Penha, em Itapagipe. Em julho de 1754, a imagem foi transferida em procissão para a sua própria igreja, na Colina Sagrada, onde a atribuição de poderes milagrosos tornou o Senhor do Bonfim objeto de devoção popular e centro de peregrinação mística e sincrética.

Foram, então, introduzidos motivos profanos e supersticiosos no culto. A festa acontece com a saída, pela manhã, do tradicional cortejo de baianas da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, o qual segue à pé até o alto do Bonfim, para lavar com vassouras e água perfumada as escadarias e o adro da Igreja do Nosso Senhor do Bonfim. O cortejo reúne anualmente milhares de fiéis em busca da proteção das águas perfumadas para limpeza do corpo e da alma.

Festa de Iemanjá
No Largo de Santana do Rio Vermelho, desde a madrugada, filhas e mães-de-santo, babalorixás, pescadores, turistas e curiosos cantam e homenageiam Iemanjá, na maior manifestação religiosa pública do candomblé. As oferendas, presentes e pedidos à rainha do mar são depositados na Casa de Iemanjá e guardados em balaios que, no final da tarde, acompanham o presente principal (oferecido pela comunidade dos pescadores) e são jogados ao mar por um cortejo de centenas de embarcações. À noite, a festa continua no bairro, onde barracas de comidas e bebidas típicas animam o público presente.

Festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia
Manifestação de origem católica realizada desde 1549, quando o primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Sousa, iniciou a sua devoção na Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia - cuja fachada em pedra de lioz veio de Portugal. Os festejos começam ainda no final de novembro, com a novena que acontece todas as noites na matriz, Cidade Baixa. A celebração envolve uma missa campal e procissão e, paralelamente, ocorre a tradicional festa de largo, nas imediações do Mercado Modelo, com barracas de comidas típicas e bebidas, unindo a profana alegria do baiano à sagrada devoção do misticismo.

Festa de Santa Luzia
As comemorações em louvor a Santa Luzia, a padroeira dos olhos, ocorrem no Largo do Pilar, na Cidade Baixa. No século passado, os festejos aconteciam no Solar do Unhão que, além de uma capelinha com a imagem da santa, possui uma fonte onde os fiéis banhavam os olhos para protegerem a visão ou curarem os seus males. Novena, missa solene na Igreja de Santa Luzia, procissão e festejos de largo compõem a programação, com milhares de fiéis indo ao Pilar a fim de molhar os olhos com a água da fonte.

Festa Natalina
'O Natal simboliza a paz, a união entre os povos, alegria, fraternidade. Quando Jesus nasceu, aconteceu uma explosão de amor no mundo que, pouco a pouco, foi entrando em cada ser humano habitante deste planeta Terra.' A comemoração do Natal propõe que cada pessoa se torne mais justa, fraterna e que haja, nas cidades, igualdade na participação popular. Em Salvador, comemoramos o Natal, num clima de harmonia nas ruas e avenidas, estimulando as pessoas a transformarem a cidade num grande presépio vivo, vestida de luzes multicoloridas, figuras e painéis luminosos.

Criamos um espetáculo em que a beleza colonial da arquitetura do centro histórico fica ainda mais realçada com uma decoração criativa e repleta de símbolos da cultura local.Em qualquer época do ano, Salvador é sempre receptiva para acolher turistas do mundo inteiro, que elegeram a cidade como um dos principais destinos turísticos do país, onde é possível desfrutar todo o esplendor da sua natureza tropical e repartir com o povo da Boa Terra a alegria de viver e de estar.

Imagine o que é passar um Natal em família neste lugar inesquecível...Rica em opções de lazer e entretenimento, a vocação natural que distingue Salvador de outros centros turísticos torna-se ainda mais evidente durante as comemorações do Natal, envolvendo todos numa programação variada, onde se destacam espetáculos infantis, presépios vivos, o Coral das Crianças de Salvador, feiras de comidas típicas e artesanatos, o Cantinho de Papai Noel, símbolos natalinos, folguedos, reisados, bailes pastoris, ternos de reis, shows itinerantes, cortejos do Nascimento de Jesus e da Anunciação de Maria, exposição de santeiros, concertos de música clássica e canto gregoriano.

Festa de Reveillon
Desde a passagem de 97/98, a cidade do Salvador vem mostrando que seus eventos são diferentes e acontecem com grande expressividade. A comemoração do Ano Novo em Salvador vem crescendo e tomando uma dimensão dos grandes eventos internacionais.A festa acontece em vários locais de cidade e, na madrugada do primeiro dia do ano, milhares de pessoas, entre moradores e turistas, se reúnem nas praças e praias para comemorar o Reveillon ao som de orquestras, bandas e artistas diversos, com muito conforto e segurança.

O principal palco da festa se situa no largo do Farol da Barra, com a participação de cantores de renome nacional. Ao fim da contagem regressiva, tem início um grande espetáculo pirotécnico, composto de toneladas de fogos de artifício, que pinta os céus da cidade com luzes multicoloridas, utilizando efeitos visuais inéditos e emocionando a todos os participantes da festa.A festa culmina em um mergulho nas águas mornas do mar da Bahia, num simbolismo de limpeza espiritual e de boa sorte no ano que se inicia.

Festa de São Roque
Manifestação católica de origem portuguesa, é uma festa de forte participação do candomblé, em que São Roque é sincretizado como o Orixá Omolú e tem os seus festejos na porta da Igreja de São Lázaro, no bairro da Federação, com banhos de pipoca e festa nos terreiros.

Festa de São Cosme e São Damião
Manifestação católica de origem portuguesa, acontece com missas nas igrejas e com a oferta de caruru pelos adeptos do candomblé. A comida é feita com quiabo cortado e cozido no azeite de dendê, sendo acompanhada de iguarias típicas da culinária baiana e servida inicialmente a sete crianças.

Dia da Baiana
Festa que homenageia a baiana do acarajé - símbolo da simpatia e hospitalidade do povo baiano - e acontece com missa católica na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Pelourinho, manifestações culturais em outros pontos do Centro Histórico e uma programação de comemorações que abrem oficialmente o ciclo de festas em Salvador.

Festa dos Pescadores
Manifestação religiosa do candomblé realizada pela Colônia de Pescadores da Boca do Rio, que acontece com a lavagem da Pedra de Iemanjá, na praia da Boca do Rio, e procissão para a entrega de presentes no mar em agradecimento ou em devoção à princesa do mar. A primeira parte da festa ocorre durante à tarde; à noite, a animação acontece com música e nas barracas que servem comidas e bebidas típicas.

Dia do Samba
Instituída pela Câmara Municipal de Salvador, na década de 40, em homenagem ao compositor Ary Barroso, a festa celebra o ritmo musical que nasceu na Bahia, com apresentações de instrumentistas e cantores no Centro Histórico.

Festa de Santa Bárbara
A santa é madrinha do Corpo de Bombeiros e padroeira dos mercados. No candomblé, é Iansã, santa guerreira, senhora dos raios, dos ventos e trovões. As homenagens duram três dias e iniciam-se com uma missa na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, onde está a imagem da santa, sendo seguida de uma procissão que percorre as ruas do Centro Histórico, passando em frente ao quartel do Corpo de Bombeiros.

Durante a procissão, as imagens de N. Sra. da Guia, São Lázaro e São Nicodemus acompanham a imagem de Santa Bárbara. Com o encerramento da festa religiosa, ocorre a distribuição do tradicional caruru, preparado por voluntários e servido gratuitamente, acompanhado de muita bebida e animação.

Procissão do Senhor Morto
Realizada na tarde da sexta-feira da Semana Santa. Manifestação religiosa de origem católica que veio de Portugal, consiste em uma procissão que sai da Catedral Basílica e percorre as ruas do Centro Histórico, onde são encenados os sete passos da Paixão de Cristo. Posteriormente, a procissão volta à Catedral Basílica .

Procissão de São Francisco Xavier
Manifestação religiosa promovida pela Câmara Municipal de Salvador, a festa do padroeiro de Salvador acontece durante a manhã, com uma procissão que sai da Catedral Basílica e percorre as ruas do Centro Histórico. Além do povo, prefeito, autoridades e vereadores participam do evento.

Festa do Divino Espírito Santo
Manifestação religiosa realizada desde a fundação da cidade, é a mais antiga procissão da cidade e lembra o ideal de paz e fraternidade sob o qual nasceu Salvador. A data é comemorada com a procissão que sai da Igreja de Santo Antônio Além do Carmo e percorre as ruas do Centro Histórico, com encenações da coroação do menino imperador e indulto aos presos de bom comportamento.

Festa de Santo Antônio
Manifestação católica de grande apelo popular, acontece com missas e romarias nas igrejas com altares em louvor ao santo e orações nas casas de famílias tradicionais. O santo português, primeiro padroeiro da cidade de Salvador, é reverenciado pelo povo, que o considera casamenteiro e protetor das solteiras.

Festa de São João
Manifestação de origem católica que tem grande apelo popular, acontece com inúmeras comemorações animadas nas ruas e praças dos bairros populares e no grande arraial montado no Parque de Exposições de Salvador. A festa caracteriza-se pela decoração típica de salões e áreas abertas, dança de quadrilhas, apresentações de sanfoneiros e um festival culinário onde os pratos são preparados com produtos típicos.

Festa da Independência da Bahia
Comemoração cívica que marca a data de entrada das forças libertadoras brasileiras em Salvador, em 1823. É considerada a verdadeira data da independência brasileira, sendo um evento com manifestações culturais e representações de fatos históricos, desfile de carros alegóricos e grupos representativos da comunidade, tendo momentos de grande emoção como a chegada do fogo simbólico, o desfile das Forças Armadas e a apresentação de filarmônicas no Campo Grande.

Presente de Iemanjá de Humaitá
Manifestação religiosa do candomblé em que as baianas e o povo levam suas oferendas, presentes e pedidos à rainha das águas salgadas na Ponta do Humaitá, no Mont Serrat - um dos lugares mais bonitos, tranqüilos e bucólicos da capital baiana.

Procissão de Ramos
Realizada na manhã do Domingo que antecede a Semana Santa. Manifestação religiosa do catolicismo, celebra a chegada de Jesus Cristo em Jerusalém, com procissão que sai da Casa do Arcebispo e vai até a Praça Municipal, no Centro Histórico, onde acontece uma missa ao ar livre. O povo participa carregando palmas nas mãos.

Festa da Ribeira
Ocorre na primeira segunda-feira depois da Lavagem do Bonfim. Uma típica manifestação popular realizada no bairro da Ribeira, na Cidade Baixa, que é promovida pelos comerciantes que trabalharam na Lavagem do Bonfim. A festa acontece com música, barracas que servem comidas e bebidas típicas e atrações folclóricas.

Festa de São Lázaro
Além de ser uma festa popular, é uma manifestação de origem católica que acontece na Igreja de São Lázaro e no largo em frente à igreja. A festa une o sincretismo do catolicismo que realiza missa, tríduo e procissão em louvor ao santo e o candomblé, que homenageia o Orixá Omolú - deus protetor das doenças de pele no candomblé -, com lavagem da escadaria da igreja, oferta de velas acesas em torno do cruzeiro no Largo de São Gonçalo da Federação, banhos de pipoca no povo e a animação profana nas barracas de comidas e bebidas.

Lavagem da Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Itapuã
É celebrada entre a Festa de Iemanjá e o Carnaval. Manifestação religiosa do candomblé, onde Nossa Senhora da Conceição é sincretizada como Iemanjá, com as baianas, os pescadores e o povo participando de missa, procissão e da lavagem com água perfumada da escadaria da igreja de mesmo nome, na praia de Itapuã.

Carnaval
E a maior profusão de alegria dos baianos. A festa, que envolve na sua organização a participação direta de 25 mil pessoas, tem dimensões gigantescas e acontece com uma média de 2 milhões de pessoas em 25 quilômetros de ruas, avenidas e praças. O Carnaval é realizado em três circuitos oficiais (Dodô, Osmar e Batatinha), com a presença de mais de 200 entidades, divididas entre blocos de trio, afros, índios, infantis e alternativos, afoxés e trios independentes. A festa acontece também no Pelourinho - com a apresentação de diversas bandas e grupos - e em bairros da cidade, onde são montados palcos para apresentações musicais.

Festa da Boa Viagem
Tradição que remonta a meados do século XVIII, a festa é uma das mais bonitas manifestações populares de Salvador e acontece na virada do ano, quando o povo dá continuidade às comemorações do Ano Novo na praia da Boa Viagem. A diversão é garantida a partir da meia-noite por músicas e danças nas barracas que servem comidas e bebidas típicas, indo até a chegada da Procissão do Bom Jesus dos Navegantes na praia de mesmo nome.

A procissão marítima que segue a Galeota Gratidão do Povo com a imagem do Senhor Bom Jesus dos Navegantes sai na manhã do dia 1º de janeiro do cais do Comando do 2º Distrito Naval, em frente à Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, indo até as proximidades do Farol da Barra, terminando na praia da Boa Viagem em frente à Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem, sendo acompanhado por centenas de embarcações.

Festa da Lapinha
Tradição de origem católica, simboliza a visita dos Reis Magos ao Menino Jesus. Em Salvador, à meia-noite do dia 5 de janeiro, os ternos, ranchos e pastores de reis percorrem as ruas do Centro Histórico, com suas roupas de tecidos vistosos ornamentados com miçangas, e seguem os Reis Magos até um presépio armado pelos fiéis na Igreja da Lapinha, no largo de mesmo nome. Lá chegando, eles se apresentam em um palco durante as festividades, que ocorre simultaneamente com música nas barracas que servem comidas e bebidas típicas.

 

werwre
Conheça mais sobre Salvador
Conheça Salvador
Publicidade