Rio de Janeiro - Cultura - Ruas Históricas
Largo da Carioca - Foto: Helder Ribeiro- (Licença cc-by-sa-2.0)
Largo da Carioca - Foto: Helder Ribeiro- (Licença cc-by-sa-2.0)

Principais Ruas históricas da Cidade do Rio de Janeiro

A Ladeira da Misericórdia, é a mais antiga rua e ladeira do Rio que primitivamente era subida para o Morro do Castelo onde foram feitos os primeiros assentamentos e construída uma fortificação e muralhas que protegiam as primeiras construções erguidas no topo de morro.

Rua Primeiro de Março ( Antiga Rua Direita )
A Rua Primeiro de Março já foi a mais movimentada e importante rua do Rio de Janeiro na verdade continua a ser.
Na antiga Rua Direita, estão as Igrejas de São José, a Igreja do Carmo ou Antiga Sé, a Igreja da Ordem 3ª do Carmo, a Igreja de Santa Cruz do Miliatares. O prédio do antigo Convento do Carmo também situa-se nesta rua, de frente para a Praça XV, enquanto o Paço Imperial faz fundos para a Rua Primeiro de Março. As construções enumeradas acima são as mais antigas construções que permanecem no local.

Também na Primeiro de Março se encontra o Palácio Tiradentes em estilo eclético-neoclássico, construído no início do século 20, onde existia a antiga Cadeia Velha e Câmara. Outra prédio de destaque é antiga sede do Banco do Brasil, onde é hoje o CCBB ou Centro Cultural Banco do Brasil, uma construção do final do século 19 mas somente inaugurado no início do século 20, cuja destinação era sediar uma Praça de Comércio, espécie de Bolsa de Valores da época.

Rua do Mercado e Ruas Próximas
Próximo ao Arco do TelesDo lado esquerdo de quem olha para o mar, na Praça XV fica a Rua do Mercado, área onde existia um antigo mercado, com outras ruas igualmente antigas e com algumas contruções de valor histórico que merecem serem visitadass, entre elas a que sedia hoje a Casa França Brasil, construção neoclássica do tempo de D. João VI cuja primeira destinação era sediar Praça de Comércio, uma espécie de bolsa de valores da época.

Nesta área existem muitos bares e restaurantes em um ambiente agradável e pitoresco, mesclando descontração e cultura. Parte da Rua do Ouvidor, Rua do Rosário e Travessa do Comércio que vem do Arco do Teles fazem parte desta área e emaranhado de antigas ruas, por onde se vê muitas pessoas sentadas e conversando, tomando algo, comendo petiscos ou fazendo refeiços. O lugar é realmente interessante e vale a pena ser visitado.

Largo da Misericórdia e Área da Antiga Ponta do Calabouço
Ladeira da Misericórdia: O Largo da Misericórida situa-se do lado do direito de quem olha em direção ao mar, se voce estiver na Praça XV. No local encontram-se construções antigas e preservadas, e uma antiga relíquia, talvez o mais antigo sítio histórico do Rio que ainda se encontra de pé. Se trata de um trecho da Ladeira da Misericórdia, ladeira esta que subia para o Morro do Castelo, local dos primeiros assentamentos, após a mudança da Villa Velha (Morro Cara de Cão) para o local onde o Rio de Janeiro verdadeiramente floresceu e deu os primeiros passos.

Igreja de Nossa Senhora de Bonsucesso: Pode-se ver no local a Igreja de N.S. de Bonsucesso, e muito próximo a Santa Casa de Misericórida na Rua Santa Luzia, onde fica também a igualmente histórica, Igreja de Santa Luzia, situada aos pés do extinto Morro do Castelo. Como no local do Morro do Castelo hoje existe a 'Esplanada do Castelo', a Igreja de Santa Luzia permanece no local como uma reminêscencia de um Rio com uma topografia totalmente diferente da que existe nos dias de hoje.

As edificações do Museu Histórico Nacional também ficam em um antigo sítio histórico chamado Ponta do Calabouço. No local existiu um antigo forte chamado Forte São Tiago, na extremidade do que era uma espécie de ponta de rocha que se projetava contra o mar. Posteriamente no local existiu o Arsenal de Guerra e Casa do Trem.

Interior do Museu Histórico Nacional ao anoitecerNo ano de 1922, aconteceu uma grande feira mundial no Rio de Janeiro, então capital Federal, com intuito de comemorar os 100 anos da Indepêndencia. As antigas edificações da Ponta do Calabouço foram reformadas para a feira, e tomaram a aparência que ainda conservam até os dias de hoje. Após o fim da feira, as edificações passaram a abrigar o recém fundado Museu Histórico Nacional.

Também no ano de 1922, época do desmonte do Morro do Castelo, a área havia sido aterrada ao seu redor com material do desmonte do Morro do Castelo, e teve sua topografia modificada, perdendo o formato de pequena ponta de terra e rocha que se projetava em direção mar.

Bairro da Saúde e Área da Praça Mauá
Caminhando em direção ao lado Norte, está a Praça Mauá, que no início da colonização era uma praia com pequeno cais, mas hoje em dia totalmente descaracterizada. Entretanto podem ser vistos alguns edifícios preservados que tem à ver com a história mais recente, ligada ao século 20.

Igreja do Mosteiro de São Bento: Terminal Marítimo de Transatlânticos na Praça MauáDos tempos coloniais, nos entornos da Praça Maua existe o Morro de São Bento com o igualmente chamado Mosteiro de São Bento e Igreja de N.S. Montserrat, uma preciosidade e relíquia da arquitetura, engenharia e arte dos tempos coloniais. No interior da Igreja existem valiosos trabalhos de talha barroca de rara beleza.

No bairro da Saúde, vizinho à Praça Mauá, situa-se a Igreja de São Francisco e um antigo casario que pode interessar aos mais minuciosos. No Morro da Conceição, com entrada pela Rua do Acre, também próximo à Praça Mauá, fica a histórica Fortaleza da Conceição e o antigo Palacete do Bispo, edificações estas que remetem a três ou quatro séculos.

Largo da Carioca e Passeio Público
Um pouco mais afastado da Praça XV, mas não muito, no Largo da Carioca, se encontra preservado o Convento de Santo António e também as Igrejas anexas, um conjunto de construções dos tempos Coloniais.
Passeio Público com obras de Mestre ValentimUm pouco mais para o Sul, está o Passeio Público, um parque cujo primeiro projeto coube a Mestre Valentim, construído ao final do século 18. O parque teve partes demolidas e modificadas, mas ainda conserva as obras escultóricas de Valentim, assim como o portão do mesmo. Excetuando-se a parte do parque que tinha um terraço voltado para a Baía de Guanabara, de um modo geral, o Passeio Público guarda a mesma aparência que tinha após a primeira intervenção (ou reforma) que sofreu, na metade do século 19.

Largo da Lapa, Aqueduto da Carioca e Convento de Santa Teresa
Arcos da Lapa e Convento de Santa Teresa em 1820 e atualmenteBem mais afastado da Praça XV, mas a uma distância viável para quem se permite à uma caminhada de meia hora ou mais, estão os Arcos da Lapa ou Aqueduto da Carioca, que levava água do Rio Carioca para os chafarizes que um dia existiram no Largo da Carioca. No Largo da Lapa fica também outra Igreja histórica, a Igreja do Carmo da Lapa.

 

Algumas informações colhidas em: www.maisrio.com.br e
www.riodejaneiroaqui.com

werwre
Conheça mais sobre Rio de Janeiro
Conheça Rio de Janeiro
Publicidade