Rio de Janeiro - Atrativos - Pontos Turísticos
Bondinho descendo o Morro da Urca - Foto: Arthur Jacob - (Licença cc-by-sa-3.0)
Bondinho descendo o Morro da Urca - Foto: Arthur Jacob - (Licença cc-by-sa-3.0)

Principais Pontos Turísticos da cidade do Rio de Janeiro

Corcovado - Cristo Redentor
No alto do morro do Corcovado está instalado o Cristo Redentor, um dos pontos turísticos mais procurados do Rio de Janeiro. Maior e mais famosa escultura Art Déco do mundo, a estátua do Cristo Redentor começou a ser planejada em 1921, e foi desenvolvida pelo engenheiro Heitor da Silva Costa ao longo de cinco anos de trabalho, entre 1926 e 1931, ano de inauguração do monumento.
Está situado no Parque Nacional da Tijuca, a 710 metros do nível do mar, de onde se pode apreciar uma das mais belas vistas da cidade. Ao todo são 220 degraus que levam até os pés da famosa estátua, que foi eleita uma das Sete Maravilhas do Mundo, em votação organizada em 2007 pela instituição Suíça New 7 Wonders Foundation. O monumento é acessível por trem, van ou de carro.
 
Para chegar ao monumento há um agradável passeio de trem, que durante vinte minutos atravessa a Mata Atlântica até chegar ao topo do Corcovado. Para facilitar o acesso dos visitantes, foram construídos três elevadores panorâmicos e quatro escadas rolantes. O visual é estonteante, o que torna o programa imperdível para quem visita a cidade.

Jardim Botânico
Fundado em 1808 por Dom João VI, o Jardim Botânico é um importante ponto turístico da cidade, e amplamente visitado por pesquisadores que estudam as centenas de espécies que o habitam. Com área total de 137 hectares, sendo 54 de área cultivada, o Jardim Botânico abriga coleções raras de bromélias e orquídeas, além de árvores centenárias e plantas exóticas. O jardim também tem obras do início do século XVI, guardando um rico patrimônio histórico e cultural.

Entre os monumentos destacam-se as estátuas de Eco e Narciso de mestre Valentim, o Portal da Academia de Belas Artes, projetado por Grandjean de Montigny, e o Jardim Japonês, criado em 1935 a partir da doação de 65 espécies de plantas típicas do Japão. O parque também é um excelente local para observação de pássaros, pois conta com mais de cem diferentes espécies nas copas e troncos de suas árvores.

Lagoa Rodrigo de Freitas
O cenário é perfeito para os esportes náuticos, como remo e canoagem. Quem preferir a terra firme pode optar por caminhar ou pedalar em seu entorno, de 8 km, sempre movimentado, principalmente no final da tarde.  Depois de tanto esforço, nada melhor que uma boa água de coco, em um dos vários quiosques, para completar o programa

Pão de Açúcar
Partindo da praia Vermelha, os visitantes pegam o bonde que leva até o topo do morro do Pão de Açúcar, que fica a 396 metros do nível do mar. Diferentes histórias justificam o nome desse ponto turístico, e a mais popular diz que durante os séculos XVI e XVIII, no auge da produção de cana de açúcar, os produtores armazenavam os blocos de açúcar em formas para serem exportados, e a semelhança do objeto com o morro do Pão do Açúcar deu origem ao nome.

Inaugurado em 1912, o Bondinho do Pão de Açúcar foi o primeiro teleférico do Brasil e terceiro no mundo, ligando o Morro da Urca ao Morro do Pão de Açúcar. Desde então, mais de 37 milhões de pessoas já utilizaram os bondinhos. Do alto dos dois morros se descortina uma deslumbrante paisagem da cidade, incluindo a enseada de Botafogo, a orla de Copacabana e a entrada da Baía de Guanabara. No verão, o anfiteatro localizado no alto do Morro da Urca é palco para shows e eventos noturnos, aliando divertimento a um belíssimo visual das luzes da cidade.
Horário de funcionamento: Diariamente, 8h às 19h50.
Preço: R$ 71 (inteira) | R$ 35(meia)
Crianças e jovens de 6 a 21 anos, estudantes, idosos e portadores de necessidades especiais têm direito a desconto de 50%. Crianças menores de 6 anos não pagam.
Para seu conforto e comodidade, o ingresso pode ser comprado antecipadamente pelo site www.bondinho.com.br

Parque do Flamengo
Em área privilegiada às margens da Baía de Guanabara, o Parque do Flamengo, também conhecido como Aterro do Flamengo, atrai centenas de visitantes diariamente. Árvores nativas e exóticas dividem espaço com longos tapetes de grama no projeto paisagístico idealizado por Roberto Burle Marx. Os jardins são compostos por plantas de diferentes partes do mundo, criando uma paisagem harmoniosa com a baía.
 
Criado em 1965, o parque é aberto e tem cerca de 7km de extensão e conta com opções variadas de entretenimento, como quadras poliesportivas, pistas de skate, ciclovia e brinquedos para crianças. O Museu de Arte Moderna localiza-se no Parque do Flamengo, próximo ao Centro da cidade. Outras construções presentes no parque são os monumentos a Estácio de Sá e aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, além do Coreto Modernista. Do Aeroporto Santos Dumont à Enseada de Botafogo, o Parque do Flamengo é um ponto muito utilizado para a realização de eventos públicos, shows e corridas, além de ser bastante procurado aos domingos com área de lazer ao ar livre.

Parque Nacional da Tijuca
Convite imperdível aos que desejam um contato mais próximo com a natureza, o Parque Nacional da Tijuca é atualmente o mais visitado do país, recebendo cerca de dois milhões de visitantes por ano. Formado por grandiosas montanhas, grutas, cachoeiras e trilhas que desvendam belas paisagens, o parque é um exemplo de como a natureza pode conviver em harmonia com a cidade.
 
Diversos pontos turísticos estão reunidados em seus quase quatro mil hectares: Floresta da Tijuca, Corcovado e Vista Chinesa são apenas alguns deles. Terceiro maior do país, o parque é dividido em quatro setores: Floresta da Tijuca, Serra da Carioca, Pedra Bonita/Pedra da Gávea e Pretos Forros/Covanca. Conheça a seguir as diferenças e como os espaços são procurados por cariocas e turistas que querem aproveitar o tempo livre em total harmonia com a natureza.
 
Floresta da Tijuca
Este setor abriga o Pico da Tijuca, o Pico do Papagaio, a Cascatinha Taunay e a Floresta da Tijuca, maior área urbana reflorestada do mundo. Esta área preservada de Mata Atlântica é bastante procurada por cariocas e turistas para a parática de atividades físicas, passeios e caminhadas. Pássaros, plantas nativas e árvores frutíferas compõem a flora e a fauna da Floresta da Tijuca.
 
Ponto mais alto do parque, com 1022 metros, o Pico da Tijuca é facilmente acessado por uma trilha que começa na Estrada da Cascatinha, no Alto da Boa Vista. Embora pareça difícil chegar ao topo deste que é o segundo pico mais alto da cidade, a trilha pouco íngreme torna o percurso agradável mesmo para os iniciantes na prática de esportes de aventura. Do topo do Pico da Tijuca, o visitante pode admirar uma visão panorâmica da cidade, da Zona Norte à Zona Sul, incluindo ainda a Baixada Fluminense, a Zona Oeste, o Centro do Rio e a ponte Rio-NIterói.
 
Serra da Carioca
Com acesso pelos bairros do Cosme Velho, Jardim Botânico e Alto da Voa Vista, este setor abriga três notáveis pontos turísticos da cidade: Parque Lage, Vista Chinesa e Morro do Corcovado. A Vista Chinesa fica no meio do caminho entre a Mesa do Imperador e o Jardim Botânico. O mirante em estilo oriental atrai não apenas pela vista privilegiada da cidade, mas também pela riqueza de detalhes de sua construção. O Morro do Corcovado abriga a maior estátua art decó do mundo: o Cristo Redentor.

Os visitantes com melhor preparo físico podem aproveitar a oportunidade para desbravar o Corcovado pela trilha que começa no Cosme Velho e leva até a estátua. Conhecido não apenas por sua arquitetura e flora apuradas, o Parque Lage é o cenário ideal para tardes agradáveis de relaxamento ou para um elaborado café da manhã em um dos estabelecimentos do espaço.
 
Setor Pedra Bonita / Pedra da Gáeva
A 842 metros do nível do mar, a Pedra da Gávea pode ser acessada por São Conrado ou pela Barra da Tijuca, sendo esta última a trilha mais utilizada. Do alto da Pedra da Gávea é possível avistar grande parte do Parque Nacional da Tijuca, incluindo o Corcovado e as praias de São Conrado, Ipanema e Leblon, além da Lagoa Rodrigo de Freitas e a Barra da Tijuca. Os menos experientes ou com pouco preparo físico devem optar pela Pedra Bonita como meta, dada a facilidade de acesso comparada à contígua Pedra da Gávea. Em até 30 minutos partindo da Estrada das Canoas chega-se ao topo da pedra, que descortina as zonas Oeste e Sul e a Floresta da Tijuca. De tirar o fôlego!
 
Setor Serra da Covanca / Pretos Forros
O setor abrange áreas das zonas Oeste e Norte, compondo uma região de recuperação que não é aberta à visitação.

Quinta da Boa Vista
Foi residência oficial da família real de 1808 até a Proclamação da República, em 1889. Vindo de Portugal, D. João VI fixou-se no Paço, construção original de 1803 que lhe foi cedido por um abastado comerciante português. Ali manteve-se toda a linhagem dos Orleans e Bragança, tendo D. Pedro II e sua filha, a Princesa Isabel, nascido naquele palácio. O nome da Quinta vale-se da boa vista que se tinha a partir da construção instalada no topo da colina, de onde era possível ver a Baía de Guanabara.
 
Localizado no bairro de São Cristóvão, a Quinta da Boa Vista é um dos maiores parques urbanos da cidade, com cerca de 155 mil metros quadrados, e preserva os jardins e lagos criados pelo paisagista francês Auguste Glaziou, o antigo palácio da famíla real, onde hoje funciona o Museu Nacional; construções e estátuas de bronze originais, como o Templo de Apolo; e o monumental portão, presente de casamento do Duque de Northumberland ao jovem casal D. Pedro I e a Imperatriz, D. Leopoldina, que hoje recepciona os visitantes do Jardim Zoológico.
 
Frequentadores de todas as idades aproveitam a ampla área verde para a prática de esportes durante todos os dias da semana. O pedalinho no lago principal, as quadras poliesportivas e passeio pelas grutas artificiais também atraem muitos jovens e crianças. Os agradáveis jardins também é muito procurados para a realização de piqueniques.
 
Estacionamento: R$ 6
Como chegar: Próximo às estações de trem e metrô de São Cristóvão.
 
Jardim Zoológico
 Mais antigo zoológico do Brasil, o RIOZOO abriu as portas em 1945 e desde então é uma das grandes atrações da Quinta da Boa Vista. O Jardim Zoológico do Rio conta com uma coleção de cerca de 350 espécies, incluindo raridades com a arara-azul, o mico-leão-de-cara-dourada e o tamanduá-bandeira.
 
Horário de funcionamento: Terça a domingo, 9h às 16h30. | Durante o período de férias escolares do zoológico abre às segundas.
Entrada: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia para estudantes e idosos a partir de 60 anos) | Entrada gratuita para crianças até 1 metro de altura e pessoas com deficiência física.
Tel: 3878-4200
www.rio.rj.gov.br/web/riozoo

Maracanã - Estádio Jornalista Mário Filho
O Maracanã já foi cenário dos mais importantes clássicos do futebol brasileiro, e recebeu momentos históricos do futebol internacional. Fatos monumentais, como o milésimo gol do Rei Pelé, em 1969, também aconteceram nos gramados do templo do futebol brasileiro.
 
Inaugurado em 16 de junho de 1950, já recebeu jogos da Copa do Mundo daquele ano e receberá algumas partidas do Mundial de 2014. Também sediou jogos da Copa das Confederações de 2013, cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Pan-Americanos de 2007 e os próximos Jogos Olímpicos, em 2016. Além de competições esportivas, o Maracanã já foi palco de importantes eventos, como shows de Madonna, Rolling Stones, Paul McCartney e Tina Turner, e missas campais do então Papa João Paulo II, em 1980 e 1997.
 
Recentemente, o Maracanã passou por uma grande reforma e teve sua capacidade total estendida para 78.838 torcedores. O novo Maracanã foi modernizado e hoje preenche quesitos internacionais de segurança, logística e sustentabilidade. O uso de energia solar e a coleta de água da chuva, reutilizada nos 292 banheiros e 4 vestiários, são medidas importantes de economia e responsabilidade. Mais 360 câmeras de segurança mantém a vigilância permanente do estádio, que recebeu duas novas rampas de acesso, além das tradicionais Bellini e UERJ, além de 12 escadas rolantes e acréscimo de elevadores, que hoje totalizam 17.

Theatro Municipal
Inaugurado em 1909, o Theatro Municipal é uma das principais casas de espetáculo do Brasil e da América Latina. Recentemente, passou por uma ampla reforma, onde preciosidades como um grande painel original do italiano Eliseu Visconti foi resgatado, além de terem sido restauradas importantes áreas do Theatro, com destaque para a imponente águia de 350kg que enfeita o topo da construção, que recebeu 8 il folhas de ouro 23 quilates de douramento.

Ao longo de pouco mais de um século de história, o Theatro Municipal recebeu grandes artistas internacionais e importantes nomes da cultura brasileiras, incluindo representantes da dança, música, ópera e artes cênicas. O projeto que deu início à construção do Theatro Municipal foi criado a partir da fusão dos projetos arquitetônicos de Francisco de Oliveira Passos e do francês Albert Guilbert, empatados no concurso para criação do desenho do novo teatro. O desenho foi inspirado na Ópera de Paris. Desde a década de 30, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro tem a preocupação de manter um corpo artístico próprio. Hoje é a única instituição cultural brasileira a manter simultaneamente um coro, uma orquestra sinfônica e uma companhia de ballet.

 

Informações colhidas em: www.rioguiaoficial.com.br

werwre
Conheça mais sobre Rio de Janeiro
Fotos Rio de Janeiro
Lagoa Rodrigo de Freitas - Foto: Igor - (Licença-Dominio publico)Lagoa Rodrigo de Freitas - Foto: Igor - (Licença-Dominio publico)
Corcovado Cristo Redentor ao fundo as Praias de Ipanema e Leblon - Foto: klaus With K - (Licença cc-by-sa-3.0)Corcovado Cristo Redentor ao fundo as Praias de Ipanema e Leblon - Foto: klaus With K - (Licença cc-by-sa-3.0)
Calçadão da Praia de Copacabana - Foto: Allan Fraga - (Licença cc-by-sa-3.0)Calçadão da Praia de Copacabana - Foto: Allan Fraga - (Licença cc-by-sa-3.0)
Conheça Rio de Janeiro
Publicidade