Pontos Turísticos em Paraty
O colorido das casas de Paraty - Foto: Turisrio
O colorido das casas de Paraty - Foto: Turisrio

Paraty é uma cidade que proporciona prazeres inigualáveis em turismo de alta qualidade; podemos desfrutar do turismo pela cidade (City Tour) com guias especializados que proporcionam conhecimento e entendimento da história da cidade. Pode-se ainda desfrutar de Turismo Ecológico, localizado em um sítio que preserva boa parte da história dos antigos aventureiros do Ciclo do Ouro; este turismo é guiado por agentes capacitados, e da mais alta qualidade, o trabalho é desenvolvido pela empresa Caminho do Ouro.

Principais Pontos Turísticos de Paraty

Sobrado dos Bonecos:
Na Rua Tenente Francisco Antônio, destaca-se o prédio conhecido como Sobrado dos Bonecos, com beiral em telhas de porcelana pintada. Seu nome advém de estátuas que encimavam sua platibanda. Consta que a casa foi assaltada por piratas que levaram os cinco bonecos de ouro que ornamentavam o telhado, cujas figuras representavam os cinco continentes e que deram origem ao seu nome. Construído no século XVIII.

Rua Fresca
O viajante que se aproxima de Paraty por mar avista logo uma primeira rua, que pá se chamou da Dores, Alegre e do Mar. Nela se destaca o sobrado do Príncipe Dom João de Orleans e Bragança, que fica próximo à igreja de Nossa Senhora das Dores.

Museu de Artes Sacras
Fundado em 1978, funciona até a presente data nas dependências da histórica e centenária Igreja de Santa Rita dos Mulatos, no Largo de Santa Rita, mediante convênio estabelecido com o ministério de Educação e Cultura. Seu diversificado e precioso acervo compreende importantes relíquias histórico-religiosas, encontradas e recolhidas de várias outras igrejas de Paraty, tais como objetos e utilitários em prata e ouro, imagens de santos, mobiliário antigo, peças de época, bem como diversos outros artefatos sacros.

Expõe imagens barrocas e em terracota de anjos e santos de importantes artistas sacros, e diversas outras peças e utensílios que compõem a Liturgia Católica: cálices, serpentinas, coroas, bacias, turíbulos, sinetas, jóias e outros preciosismos dos séculos XVIII e XIX.

Prédio da Prefeitura
No sobrado da Prefeitura e Câmara, existem alguns móveis da antiga loja maçônica União e Beleza.

Praça do Imperador
A ecológica Praça da Matriz, que já foi do Imperador, apresenta belo conjunto paisagístico e arquitetônico. O último sobrado à esquerda, com sacadas em madeira, é a sede local da Secretaria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, responsável pela preservação do monumento histórico que é Paraty.

Mercado
O mercado do peixe, onde também se vendem verduras e frutas, localiza-se à beira-mar. Dele se pode observar a chegada dos pescadores, em canoas carregadas de peixes, camarões e outros frutos do mar, que servem à deliciosa culinária local, com destaque para o 'peixe azul-marinho' e o camarão 'casadinho'.

Sobrado na Rua Marechal Santos Dias:
Próximo da igreja de Santa Rita, no início da Rua Marechal Santos Dias, pode ser visto o sobrado que é considerado o mais antigo da cidade. Com seus originais balcões de madeira, tem, na fachada, a data de 1699.

Quartel da Patitiba:
Uma das sete fortificações que defendiam Paraty. Bela e histórica construção do século XVIII. A antiga Cadeia Pública é hoje sede da Biblioteca Municipal Fábio Villaboim. Além de centro de informações para visitantes e pesquisadores, sedia o Instituto Histórico e Artístico, com biblioteca e arquivo. Aí são realizadas mostras de arte, reuniões culturais, venda de artesanato, de postais e de livros sobre a história da cidade.

Santa Casa de Misericórdia de Paraty
Foi fundada em 12 de outubro de 1822, dia da aclamação do primeiro Imperador e recebeu pr padroeiro São Pedro de Alcântara, Santo do nome de Sua Majestade Imperial, como reza seu estatuto. Seu prédio especialmente construído para hospital e sua arquitetura singular mostram as exigências da época para uma casa de saúde. Vale ressaltar no prédio o envidraçado do pátio interno e o seu portão.

Principais Praias de Paraty:

Praia do Cepilho
É a primeira praia que se vê ao chegar a Trindade. As ondas, que arrebentam do lado direito, mostram por que o lugar é palco de campeonatos de surfe. Estacione ao lado do bar, na parte central.

Praia Brava
Escondida entre costões e vegetação, é pouco frequentada. A areia é clarinha, o mar é azul cristalino, há rochas espalhadas pela orla. O cenário é encantador.

Praia da Ponta Negra
Cenário típico de vila de pescadores, a tranquila praia da Ponta Negra, em Paraty, tem barcos na areia e bares simples.

Praia Martim de Sá
Surfistas caminham desde a Praia de Cajaíba para pegar onda aqui. Os aventureiros acampam com o seu Maneco. Ele e a esposa, únicos moradores, dão dicas para você chegar à cachoeira.

Praia Cajaíba
Na vila, queridinha do público alternativo, ficam as belas praias do Pouso, Ipanema, Grande e Itaoca, ligadas por trilhas pelos costões. Pouso reúne casas, camping e barzinhos.

Praia Grande da Deserta
Extensa, tem mar calmo e águas claras. Mas, como o próprio nome diz, não é muito procurada. Além de ter a bela vizinha Cajaíba (a uma hora de trilha) como concorrente.

Praia Saco do Mamanguá
Com 33 praias e 8 km de extensão, esta baía virou a bola da vez para trekking - pelas montanhas que a cercam - e canoagem. Além do mar, as mansões chamam a atenção.

Praia Ilha da Cotia
São duas prainhas praticamente desertas, interligadas por uma trilha de 25 metros. De um lado, o mar calmo tem grandes pedras e a vista alcança uma estreita enseada.

Conheça mais sobre Paraty
Destinos Rio de Janeiro
Publicidade