Recife - Cultura - Museus
Museu do Estado de Pernambuco - Foto- Francisco Dsb - (Licença cc-by-sa-2.0)
Museu do Estado de Pernambuco - Foto- Francisco Dsb - (Licença cc-by-sa-2.0)

Principais Museus de Recife

Museu do Estado
Av. Rui Barbosa, 960, Graças. Fone: 3427.9322. Museu histórico e antropológico, ex-residência do Barão de Beberibe, (séc. XIX). Acervo com peças importantes do período Colonial e também do período holandês. Painéis das batalhas dos Guararapes e Monte Tabocas. Aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 17h e aos sábados e domingos, das 14h às 17h.

Museu da Abolição
Rua Benfica, 150, Madalena. Fone: 3228.3248. Fica instalado em uma típica construção de casa de engenho, no sobrado Casa Grande da Madalena. Foi inaugurado em 1983 e possui em exposição na sala Memorial, vários objetos referentes aos séculos XVIII e XIX. Possui mini-auditório, anfiteatro onde são desenvolvidos programas educativos e culturais. Aberto de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. A entrada é gratuita.

Museu da Cidade do Recife (Forte das Cinco Pontas)
Forte das Cinco Pontas, s/nº, São José. Fone: 3224.8492. Neste museu, os visitantes - mais de 20 mil por ano - podem conferir reprodução de cenas pintadas por Franz Post, mostrando a cidade e o povo durante o domínio holandês, mais de mil fotografias antigas do Recife, louças e azulejos portugueses e franceses, entre outras peças. Aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 18h; e sábados e domingos, das 13h às 17h. Entrada: R$ 1,00. E-mail: museudacidadedorecife@bol.com.br .

Museu da Imagem e do Som (Mispe)
Rua da Aurora, 379, Boa Vista. Fone: 3231.2716. O espaço é dedicado à pesquisa. Conta com um acervo de 4 mil peças entre fotos, cartazes, discos, fitas, vídeos e pinturas, e organiza constantemente exposições como a do registro da passagem do Zepelin e a do Ciclo de Super 8 em Pernambuco. O museu fica sob resposnabilidade do jornalista e crítico de cinema Celso Marconi. Aberto de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

Museu de Arte Moderna (MAMAM)
Rua da Aurora, 265, Boa Vista. Fone: 3423.3007. O museu sempre está recebendo exposições de artistas brasileiros e internacionais como Baskiat e Rodin (foto). Aberto de terça-feira a domingo, das 12h às 18h. A entrada custa R$ 1,00.

Museu de Arte Popular
Pátio de São Pedro, casa 11, Bairro de São José. Acervo com peças de diversos artistas populares, principalmente de Caruaru e Tracunhaém (muitos objetos de barro e cerâmica). Aberto de segunda a sexta-feira das 8h às 17h.

Museu de Arte Sacra de Pernambuco
Rua Bispo Coutinho 726, Alto da Sé, Olinda. Fone: (81) 3429.0032. Mostra permanente de peças sacras. Funciona onde foi o 1º Palácio do Bispo de Pernambuco. Aberto de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h45. A entrada custa R$ 1,00.

Museu de Ciências Naturais
Parque Horto de Dois Irmãos, Dois Irmãos, Recife. Fone: 3268.5707. Aqui os curiosos podem descobrir a natureza dos animais através do acervo de mamíferos, répteis e insetos empalhados. Aberto de terça-feira a domingo, das 8h às 17h.

Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco (Mac)
Rua 13 de Maio, 149, Carmo, Olinda. Fone: 3429.2587. Conta com um vasto acervo de artistas pernambucanos como Bajado, João Câmara e Francisco Brennand. Além do acervo permanente, o museu sempre está realizando exposições. Aberto de segunda a sexta-feira, de 9h às 14h30.

Museu do Gonzagão
Rodovia Asa Branca, BR 122, Exú (Sertão). Fone: (87) 3879.1295. Entrada: R$ 1,00. Para chegar a Exú, existem três opções de rodovia: BR-122, BR-316 e BR-232. A entrada na casa de Luiz Gonzaga, de Januário e no mausoléu é gratuita. As memórias de Luiz Gonzaga podem ser encontradas no Museu do Gonzagão (foto), localizado em Exú, a 688 quilômetros do Recife. Objetos e fotos do Rei do Baião estão abrigados em uma casa desde 1987. As sanfonas e gibões usados por Luiz Gonzaga e quase todo o acervo de músicas gravadas por ele estão lá guardados - alguns dos discos nem o próprio sanfoneiro tinha em casa.

Vieram de doações tanto de Gonzagão como de seus admiradores. O museu foi construído pelo próprio músico em 1987 mas só foi inaugurado em 89, após sua morte, pelo seu filho, Luiz Gonzaga Júnior, o Gonzaguinha. Ele é situado entre duas casas que marcaram a vida de Gonzagão, em sua antiga fazenda: sua residência, onde morou até morrer; e a de Januário, seu pai. Ao lado desta última, encontra-se o mausoléu do músico e de sua família. O museu está aberto diariamente, das 7 às 17h. Sábados e domingos, das 7h às 18h.

Museu do Homem do Nordeste
Avenida 17 de Agosto, 2187, Casa Forte. Fone: 3441.5500 (ramal 638). Conheça as heranças culturais do índio, do português e do africano na formação do povo brasileiro. Dos materiais de construção dos Séculos XVIII e XIX aos mocambos; dos ex-votos aos objetos de cultos afro-negros; das bonecas de pano e brinquedos populares à cerâmica regional de Vitalino, Zé Caboclo, Zé Rodrigues e de notáveis e anônimos artistas do povo. Das tecnologias do trabalho no açúcar à vida nas casas grandes e senzalas. Tudo isso compõe o acervo do mais rico museu de antropologia cultural do Brasil. Aberto à visitação pública de terças quartas e sextas-feiras, das 11h às 17h; quantas-feiras das 8h às 17h e aos sábados e domingos das 13 às 17h.

Museu do Mamulengo (Espaço Tiridá)
Rua do Amparo, 59, Amparo, Olinda. Fone: 3429.6214. Único espaço destinado a guardar a arte dos mamulengueiros na América Latina. O museu guarda um vasto acervo de pesquisa com mais de 1.200 peças. O Museu do Mamulengo conta ainda com o espaço Tiridá. Trata-se de um teatro, com 100 lugares, onde sempre estão sendo realizados espetáculos dos bonecos de 'mão-molengas'. Aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 17h e sábados e domingos, das 10h às 18h.

werwre
Conheça mais sobre Recife
Conheça Recife
Publicidade