O que fazer em São Miguel das Missões
Interior do Sítio arqueológico de São Miguel Arcanjo- - Foto: Halle Pacheco de Oliveira (Licença-cc-by-sa-3.0)
Interior do Sítio arqueológico de São Miguel Arcanjo- - Foto: Halle Pacheco de Oliveira (Licença-cc-by-sa-3.0)

Principal cartão postal da cidade e visita obrigatória, O Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo, muito conhecido como Ruínas de São Miguel das Missões, é um impressionante conjunto de remanescentes da antiga redução jesuítica de São Miguel Arcanjo.

Valiossísimo legado material e imaterial
A recuperação de suas estruturas iniciou-se em 1925, e desde então o sítio tem se valorizado, com várias intervenções de restauração, consequentemente vários projetos elaborados para fins de fomentação do seu valiossísimo legado material e imaterial. Sua igreja é hoje uma das imagens mais conhecidas no Rio Grande do Sul e o complexo, um receptivo e poderoso polo turístico.
Com um rico valor histórico, arquitetônico e cultural, o sítio foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1938, sendo então, declarado Patrimônio Mundial pelo UNESCO no ano de 1983.

Belo acervo de objetos sacros
A área do sítio possui 38 hectares, e desse imenso complexo original sobrevivem uma grande parte da antiga igreja, do campanário e da sacristia, das fundações das habitações indígenas, do convento e outros edifícios, a praça, o horto e principalmente de um belo acervo de objetos sacros, como as estátuas devocionais.

Imagens sacras produzidas pelos índios
Não deixe de conhecer o Museu Lucio Costa, que, construído em 1940, pussui um acervo é composto de várias imagens sacras produzidas pelos índios, misturando o barroco europeu com traços indígenas locais, tornando assim as formas humanas mais arredondadas.  Nos avarandados do museu, existe uma exposição permanente onde, vários índios expõe seus trabalhos legitimamente artesanais.

A saga dos Padres Jesuítas e Índios Guaranis
Imperdível também, são os shows de som e luzes que acontece todas as noites, desde 1978, em frente às ruínas. O show apresenta a saga dos Padres Jesuítas e Índios Guaranis, habitantes da região nos séculos XVII e XVIII. O show tem duração de 48 minutos. Os ingressos são vendidos na hora, e não é preciso chegar com muita antecedência.
Uma dica interessante é levar uma almofada para sentar e um agasalho. Costuma ser frio a noite.
De fevereiro à abril e de agosto à outubro o show acontece às 20 horas.
Em maio, junho e julho acontece às 19 horas.
E durante o horário de verão às 21horas e 30 minutos.

Conheça mais sobre São Miguel das Missões
Destinos Rio Grande do Sul
Publicidade