Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanHindiItalianJapanesePortugueseRussianSpanish
Pontos Turísticos em Pelotas
Catedral Metropolitana - Foto: Francobras (Licença-Gfdl)
Catedral Metropolitana - Foto: Francobras (Licença-Gfdl)

Simplicidade e aconchego são os diferenciais oferecidos para quem procura o turismo rural, bem como suas belas naturais. A zona da Colônia de Pelotas, possui inúmeros destinos ecológicos, como trilhas orientadas, banhos de cascata e cachoeira, passeios a cavalo, esportes radicais e uma culinária muito rica.

A temperatura na cidade não é tão baixa como as temperaturas das cidades da serra gaúcha, mas o frio é muito intenso, principalmente no inverno, quando a cidade recebe muitas frentes frias vindas da Antártida. Em razão disso, no período do inverno, o número de turistas chega a triplicar na cidade.

Principais Pontos Turísticos de Pelotas:

Casarão da Félix da Cunha 603
Quartel general de Manoel Marques de Souza. Aquartelou-se durante a Revolução Farroupilha, com dois batalhões, um deles de soldados portugueses. Resistiu durante dias, ameaçado pela fome e sede, e ainda, por ver seu paiol voar pelos ares explodidos pelos tonéis de pólvora dos Farrapos. Entregou-se e foi preso.  Sua fachada conserva-se como primitivamente, apenas ganhou platibanda, pois era de beira de telhado.

Cascata do Arco-Íris
Beleza natural ímpar com rochas enormes, árvores frondosas e água límpida. Está localizada a 58 Km da cidade com acesso pela BR-392, no sentido Canguçu, entrando pela Vila Maciel. Não há infra-estrutura e, para chegar é preciso informações nas casas da região.

Museu Carlos Ritter
O Museu de Ciências naturais Carlos Ritter é um órgão do Instituto de Biologia da Universidade Federal de Pelotas e está localizado a rua Marechal Deodoro, 823. O acervo do museu possui inúmeras espécies de aves, mamíferos, répteis e insetos e pode ser visitado de segunda à sexta. 

Passo dos Negros
Pouco tem das características do passado, contudo, é interessante observar o local e lembrar que foi o maior porto escravagista do estado, com seus galpões para venda de escravos. Dali eles saiam comercializados (compra e leilão), para as propriedades.

Praia do Laranjal
Foi para ali que vieram os primeiros açorianos fugitivos da invasão em Rio Grande pelos espanhóis. plantaram trigo e laranjas; construíram igrejas e engajaram-se ao empresariado das charqueadas. Eram lavouras, vinhedos e pomares. Reses, cavalos e ovelhas, eram a criação que se iniciava.  Hoje a praia se transformou num lugar muito movimentado e em nada tem a ver como foi no passado, com estâncias e trapiches para o escoamento do trigo. A praia transformou-se num ponto turístico preferido tanto no inverno quanto no verão e, distante dez minutos do centro da cidade.

Túnel de Pedras
O túnel já serviu de passagem de trens para Canguçu e tem o comprimento de 300 metros e uma altura de aproximadamente 10 metros. A Passagem agora se encontra desativada para trens, com seus trilhos retirados e, é um importante ponto turístico aberto à visitação, em plena Serra dos Tapes, na Colônia São Manoel.

Conheça mais sobre Pelotas
Destinos Rio Grande do Sul
Publicidade