O que fazer em Santiago do Chile
Aeroporto internacional de Santiago - Foto: Phillip Capper
Aeroporto internacional de Santiago - Foto: Phillip Capper

Em Santiago do Chile, existem inúmeros atrativos turísticos a serem explorados e dentre esses, selecionamos os quais consideramos como os mais importantes, além de interessantes:

Panorama da história chilena
Com dezoito salas, e um rico acervo composto de mais de 1.600 peças, organizados em ordem cronológica em torno de um pátio central ao ar livre, não deixe de visitar o 'Museo Histórico Nacional', o qual também abriga, um magnífico panorama da história chilena, dos assentamentos humanos pré-colombianos do século XX. O que torna o passeio ainda mais agradável, é sua música folclórica em som ambiente.

Festival de jazz
Numa área de 21 mil metros quadrados, distribuídos com trinta esculturas em diversos tamanhos, formas e materiais assinadas por artistas consagrados, à exemplo de Marta Colvin, Claudio Girola, Federico Assle, Juan Egenau, dentre outros, o 'Parque de las Esculturas', também merece ser visitado, principalmente durante o mês de janeiro, com duração de três dias, onde acontece um festival de jazz entre as exposições e duram três dias de música, consorciado com muita arte. Fora essa data, o local vira point para esportistas, turistas, crianças e adolescentes.

Temporada de óperas e concertos
Outro atrativo em Santiago que impressiona por sua imponência e beleza, é o luxuosíssimo 'Teatro Municipal de Santiago' o qual você não deve deixar de conhecer, principalmente se for durante a temporada de óperas e concertos. Considerado como o epicentro artístico da cidade, é um projeto dedicado à moda renascentista de Brunet des Baines, concretizado em nos idos de 1857. Com suas características originais, o teatro é hoje um dos mais belos e importantes pontos turísticos da cidade.

Estilo gótico bizantino
Um um impressionante prédio em estilo gótico bizantino, o qual possui uma cúpula onde estão pintadas imagens de dezesseis profetas e quatro evangelistas, é impossível não visitar a 'Basílica de Lourdes'. Além de ser um importante centro de peregrinação, é uma das igrejas da capital, mais fotografadas por turistas. Há também, logo à frente da basílica, uma réplica da gruta em Lourdes, na França, onde a Virgem Maria apareceu para uma menina.

Uma montanha de 880 metros
Para os amantes do ecoturismo, a pedida são as trilhas do 'Cerro San Cristóbal', uma montanha de 880 metros, um resquício da 'Cordilheira dos Andes' muito disputada aos domingos. Bem próximo co cerro, existe uma estátua da 'Virgen de la Inmaculada Concepción', que possui 14 metros de altura sobre um pedestal de 8,5 metros, onde o papa João Paulo II celebrou uma missa em 1987.

Incendiada pelos índios mapuches
Com uma fachada neoclássica de 1789, assinada pelo arquiteto romano Joaquín Toesca, sendo a quinta igreja construída no mesmo local, visto que, a primeira estrutura, em adobe, foi incendiada pelos índios mapuches e outras duas vieram abaixo nos terremotos de 1647 e 1730, é imperdível uma visita à 'Catedral Metropolitana'. A igreja possui imponentes portas de madeira de cedro entalhadas para ver o altar repleto de adornos, a infinidade de lustres e detalhes dourados e as duas naves laterais.

Conheça mais sobre Santiago do Chile
Destinos América do Sul
Publicidade