Historia de San Francisco
Prefeitura de San Francisco - Foto: Sanfranman59
Prefeitura de San Francisco - Foto: Sanfranman59

O povo nativo Ohlone vivia no que é hoje São Francisco muito tempo antes da chegada dos primeiros europeus. Neblina e névoa, aspectos climáticos comuns da região, fizeram com que o estreito que conecta a Baía de São Francisco com o Oceano Pacífico, o Estreito de Golden Gate, não fosse achado pelos primeiros exploradores europeus a explorar a região. Em 1542, o português João Rodrigues Cabrilho, explorando em nome da corte espanhola, navegou próximo à região, mas não avistou a entrada para a baía. Em 1595, o português Sebastián Rodríguez Cermeño, também explorando em nome da corte espanhola, explorou a Baía de Drake, localizada cem quilómetros ao norte do estreito de Golden Gate. Cermeño nomeou a região de Puerto de San Francisco. Foi apenas em 1769 que um grupo de exploradores espanhóis, liderados por Gaspar de Portolá, explorando a Califórnia em terra, avistaram pela primeira vez o interior da baía de São Francisco.

Em 1821, o México tornou-se independente, e a cidade passou ao domínio dos mexicanos. O governo mexicano estimulou a criação de gado na enorme Califórnia, atraindo assim americanos e colonos ingleses instalados no Canadá, que precisavam de matéria-prima para a indústria de calçados americana, então em franco crescimento.Em 1822, um baleeiro inglês, William Richardson, instalou-se na península de São Francisco, onde atualmente fica a maior parte da cidade. Um porto foi instalado no norte da península, e uma cidadezinha chamada de Yerba Buena desenvolveu-se próxima ao porto.

A Guerra Mexicano-Americana, que iniciou-se a 9 de Maio de 1846, entre o México e os Estados Unidos, causou a anexação da parte superior da região mexicana de Califórnia (que depois iria tornar-se o atual Estado americano de Califórnia. A 9 de Julho, forças navais americanas capturaram a cidade de Yerba Buena, e renomearam-na de São Francisco a 30 de Janeiro de 1847. Em 18 de fevereiro de 1850, São Francisco foi incorporada pelo governo americano. A vila missionária e o presídio existem até hoje, ambos tem uma placa original na coluna da muralha de entrada principal, datada de 1776, e ambos fazem parte da cidade de São Francisco.

Em 1900, um barco trazendo imigrantes da China também trouxe junto ratos infestados com agentes causadores da peste bulbônica. Acreditando que corpos enterrados ajudavam a propagar a doença, e possivelmente também interessados em aumentar o valor das terras da cidade, o município proibiu o uso de quaisquer cemitérios localizados dentro dos limites municipais da cidade. Quinze quarteirões da Chinatown da cidade foram quarantinados, mas a epidemia passara por volta de 1907.Em 1915, São Francisco inaugurou o Palácio de Belas Artes que sediou a Exposição Internacional do Panamá e do Pacífico de 20 de fevereiro a 4 de dezembro, para homenagear a abertura do Canal de Panamá, que acontecera um ano antes, em 1914.

São Francisco era então o principal centro portuário do oeste americano, e o Canal do Panamá permitia a navios com destino (ou vindo) do atlântico americano, enquanto os Estados Unidos se prepara para a Primeira Guerra Mundial. Porém, as cidades californianas de Los Angeles e Oakland expandiram suas facilidades portuárias no começo do século XX, e o Canal viria privilegiar primariamente estas duas cidades. Logo, São Francisco perderia muito da sua importância como centro portuário. Mesmo assim, a população da cidade continuou a crescer, e em 1930, a cidade tinha 642 mil habitantes dentro de seus limites municipais. A São Francisco-Oakland Bay Bridge foi inaugurada em 1936 e, um ano depois, a Ponte Golden Gate foi aberta.

No começo da década de 1950, o Departamento de Transportes da Califórnia (ou simplesmente Caltrans) iniciou um programa agressivo de construção de vias expressas na região metropolitana de São Francisco. Porém, este programa encontrou muita resistência da população da cidade. Uma das principais razões é a alta densidade populacional de São Francisco - a construção de grandes vias públicas na cidade significaria a mudança forçada de muitos dos habitantes da cidade para outros lugares. A Caltrans tentou minimizar estes problemas através da construção de vias expressas de duplo andar, mas elas provaram ser perigosas no caso de um abalo sísmico, além de serem pouco estéticos. Em 1959, o Conselho municipal da cidade votou contra a construção de qualquer outra via expressa dentro dos limites municipais. Em 1989, um terremoto destruiu duas das vias expressas já existentes da cidade, e os habitantes de São Francisco optaram por não reconstrui-las. Atualmente, o local onde ficavam as vias expressas é ocupada por casas ou parques.

Fonte: Wikipédia

Conheça mais sobre San Francisco
Destinos Estados Unidos
Publicidade