Últimos posts

Lagos e Lagoas

Lagoa Feia - Foto: Silvio Quirino - Goiás Turismo
Lagoa Feia - Foto: Silvio Quirino - Goiás Turismo

Em todo o estado, assumem grande importância as lagoas naturais e os lagos formados pelo barramento artificial dos rios para geração de energia elétrica ou abastecimento público. Estes lagos representam cerca de 1,6% da área de Goiás.

Principais Lagos de Goiás

Lago Azul – formado pela represa de Emborcação no rio Paranaíba, bordeja, no lado goiano, os municípios de Catalão, Três Ranchos, Ouvidor e Davinópolis. O lago possui área de 444 km2 e profundidade podendo alcançar até 180 metros. Tem como função primordial a geração de energia elétrica e subordinadamente o uso turístico.

Lago das Brisas – formado pela represa de Itumbiara, no rio Paranaíba, bordeja, no lado goiano, os municípios de Itumbiara, Buriti Alegre, Água Limpa, Marzagão, Caldas Novas, Corumbaíba, Nova Aurora, Cumari e Anhangüera. Possui em torno de 778 km2, chegando a atingir 150 metros de profundidade e 50 quilômetros de largura. Tem como função primordial a geração de energia elétrica e subordinadamente o uso turístico.

Lago de Cachoeira Dourada - formado por barramento homônimo no rio Paranaíba, possui 65 km2, bordejando, no lado goiano, os municípios de Cachoeira Dourada e Itumbiara. Tem como função primordial a geração de energia elétrica.

Lago de São Simão – formado pela represa de São Simão, o lago ocupa uma área de 772 km2, bordejando, no lado goiano, os municípios de São Simão, Paranaiguara, Quirinópolis, Gouvelândia e Inaciolândia. Tem como função primordial a geração de energia elétrica e subordinadamente o uso turístico.

Lago de Corumbá II – formado pela represa da UHE - Corumbá II, banha os municípios de Caldas Novas, Ipameri e Corumbaíba e possui área de 65 km2. Tem como função primordial a geração de energia elétrica e, de forma secundária, o uso turístico.

Lago de Corumbá III – no médio Rio Corumbá, com uma área de inundação aproximada de 48 km² no município de Luziânia

Lago de Corumbá IV – formado pelo represamento do Rio Corumbá, banha os municípios de Luziânia, Santo Antônio do Descoberto, Alexânia, Abadiânia e Silvânia, tendo previsto um uso múltiplo dos recursos hídricos (geração de energia elétrica e abastecimento da Região do Entorno do Distrito Federal).

Lago do Rochedo – formado pelo represamento do Rio Meia Ponte (PCH – Rochedo), ocupa área de aproximadamente 6,8 km² e encontra-se integralmente no município de Piracanjuba. Tem como função primordial a geração de energia elétrica.

Lago do João Leite – encontra-se em fase de construção com o barramento do Ribeirão João Leite, a montante da Região Metropolitana de Goiânia, bordejando os municípios de Goiânia, Goianápolis, Nerópolis e Terezópolis de Goiás. Terá como função primordial o abastecimento público d’água, e quando plenamente cheio, contará com uma área de 14,66 km² e uma extensão longitudinal de 18 km.

Lago do Descoberto – formado a partir do represamento do rio homônimo, encontra-se nos limites entre o Distrito Federal e o município de Águas Lindas de Goiás. Possui área de 17 km² e tem como função primordial o abastecimento público.

Lago de Serra da Mesa – formado pelo represamento do Rio Tocantins, é o quinto maior lago do Brasil em área alagada, 1.758 Km2, e o primeiro em volume d’água, 54 bilhões de m3. Banha os municípios de Colinas do Sul, Niquelândia, Barro Alto, Santa Rita do Novo Destino, Uruaçu, Campinorte, Campinaçu e Minaçu. Tem como função principal a geração de energia elétrica e, secundariamente, o uso turístico.

Lago de Cana Brava – formado pelo represamento do Rio Tocantins, a jusante da UHE de Serra da Mesa, banha os municípios de Minaçu, Cavalcante e Colinas do Sul. Possui área de 139 km2 e tem como função primordial a geração de energia elétrica e, secundariamente, o uso turístico.

Represamento de São Domingos – formado pelo barramento do Rio São Domingos, imediatamente a jusante da cidade homônima e encontra-se integralmente inserido no município de São Domingos. Possui área de 2,25 km² e tem como função primordial a geração de energia elétrica e, de forma subordinada, o uso turístico e para lazer.

Represamento de Mosquito – formado pelo barramento do Rio Mosquito, encontra-se integralmente inserido no município de Campos Belos. Possui área de 0,57 km² e tem como função primordial a geração de energia elétrica.

Represamento de Mambaí – formado pelo barramento do Rio Corrente, encontra-se integralmente inserido no município de Sítio d’Abadia. Tem como função exclusiva a geração de energia elétrica.

Lago do Rio Preto – formado a partir do barramento de rio homônimo, bordeja os limites com o Distrito Federal, Minas Gerais e, no lado goiano, os municípios de Cristalina e Formosa. Tem como função primordial a geração de energia elétrica e de forma incipiente o uso turístico.

 

Principais Lagoas Naturais de Goiás:

Em todo o Estado observam-se lagoas naturais. Dentre estas, destacam-se, na Região Hidrográfica do Tocantins/Araguaia, as lagoas da Babilônia; Caranha; dos Pássaros; da Barra; dos Tigres; Grande de Cima; Vargem das Éguas; Preta; Jacaré; Curumãs; dos Portugueses; Jacarezinho; Ferradura; Gonzaga; Comprida, Redonda, Jacuba e Formosa. Na Região Hidrográfica do São Francisco destacam-se as lagoas Feia; do Veado; Moirões; Grande e Caboclo.

Na Região Hidrográfica do Paraná destacam-se, as lagoas Bonita, do Jaburu, do Curral, dos Patos, do Porco Só, da Onça, da Estrada, do Mato, do Viotti, bem como as lagoas termais de Pirapitinga, na região de Caldas Novas e a Lagoa Santa na cidade homônima.

Lago do Vovô - Foto: Silvio Quirino - Goiás Turismo
Lago do Vovô - Foto: Silvio Quirino - Goiás Turismo
Lagoa Santa - Foto: Silvio Quirino - Goiás Turismo
Lagoa Santa - Foto: Silvio Quirino - Goiás Turismo
Lagoa Santa - Foto: Valdir Araujo - Goiás Turismo
Lagoa Santa - Foto: Valdir Araujo - Goiás Turismo
VER MAIS 5 FOTOS
 Veja também
Goiás é a terra de Cora Coralina e da chapada mais mística do Brasil abriga outra atração natural que convida seus visitantes a caírem n’água. Passada a temporada de chuvas no Centro-Oeste, essa é a hora de...Saiba mais
O Parque preserva muito mais que as famosas cachoeiras de Pirenópolis (GO), principal destino turístico dos brasilienses nos fins de semana e feriados. Cidades da região guardam cavernas e grutas com riquezas...Saiba mais
Engana-se quem pensa que as características de vegetação de savana, típicas do Cerrado, são reflexos de escassez de água na região. Pelo contrário, Goiás é rico em recursos hídricos, sendo considerado um dos...Saiba mais
Destinos Goiás
Publicidade