História de Cambará
Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças - Foto: Nestor José Dias Filho - (City Brazil)
Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças - Foto: Nestor José Dias Filho - (City Brazil)

Até o início do século passado, as terras às margens do Alambari eram raramente visitadas, até mesmo por caçadores em busca da caça farta existente na região. Depois, a exuberância da terra, a descoberta da madeira de lei e a abundância da árvore denominada Cambará, própria das terras roxas e férteis apropriadas para o cultivo do café, fez com que a região tivesse um fluxo muito grande de pessoas, principalmente de imigrantes japoneses. A notícia da fertilidade do solo da região rapidamente se espalhou, dando conta que “ali o dinheiro se tirava até de árvores, que se raspava com o rodo, pois esta era, realmente, a verdadeira terra da promissão.'

No ano de 1904, instalaram-se então na margem do ribeirão Alambari várias famílias, dando início a um povoado de nome Alambari. Quatro anos depois, o Coronel Joaquim Severo Batista doou dez alqueires de terras à margem esquerda do Ribeirão Alambari, para as famílias construírem suas casas.E assim o povoado sobreviveu com grandes lavouras de café.

Foi denominado Cambará, devido a grande quantidade de um arbusto de nome cambará. Foi oficializado em 21 de setembro de 1924, desmembrado do município de Jacarezinho.

Conheça mais sobre Cambará
Destinos Paraná
Publicidade