Pontos Turísticos em Rio Negro
Seminario São Luis de Tolosa - Foto: Swendt (Licença-Dominio publico)
Seminario São Luis de Tolosa - Foto: Swendt (Licença-Dominio publico)

Principais Pontos Turísticos de Rio Negro:

Parque Ecoturístico Municipal São Luís de Tolosa
Lá funcionava o Collegio Seraphico Santo Antonio, fundado por padres franciscanos vindos em 1891da Província Santa Cruz, Saxônia, Alemanha.

Cidade de Belém – Presépio
A Cidade de Belém e o Presépio estão numa área de 50m2, com aproximadamente 1.700 personagens, além das peças que compõem os cenários, criados com palha de milho, isopor, madeira e tecido. Os personagens retratam as várias profissões.

Trilhas ecológicas
O parque possui trilhas com aproximadamente 4.830 metros de comprimento. Uma parte que era usada pelos franciscanos foi recuperada e é utilizada para passeios, caminhadas e visitação turística. O restante das trilhas está em estado natural.

Praça Alemã
Inaugurada em dia 22 de dezembro de 2011, junto ao trevo principal da cidade. Foi construída com recursos do Programa Paraná Urbano, no valor de R$ 220.254,86.+ Informações Capela Cônego José Ernser

Capela Cônego José Ernser
Chama atenção pelo seu valor artístico. Seu interior é todo constituído de pintura mural efetuada no período de 1932 a 1935 por Pedro Cechet e seu forro é revestido pela técnica do “estuque” (madeira entrelaçada).

Rolo Compressor Maria Fumaça
Este veículo, pertencente à prefeitura, foi fabricado em 1929 por Berliner Maschinenbau A.G. sob a marca L. Schwartzkopff, de Berlim, Alemanha. Movido à lenha, é semelhante a uma “Maria-fumaça”, pois também funcionava com o vapor.

Sítio Geológico Pedra Caída
Transportado por geleiras a 280 milhões de anos. Um enorme bloco arredondado de granito, com um metro de diâmetro e pesando uma tonelada, cravado em rocha sedimentar. Tombado pelo Município como “Patrimônio Científico Natural”.

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus da Coluna
Transladada da margem esquerda do rio Negro para sua atual localização em 1859. Sua construção nos moldes em que se encontra hoje, deu-se entre 1905 a 1916 pelo Cônego José Ernser conhecido como o “Construtor de Igrejas”.

Centro Ambiental “Casa Branca”
Antiga casa usada pelos franciscanos como cada de hóspedes e que depois de recuperada passou a abrigar o Centro Ambiental, voltado a desenvolver pesquisas científicas da flora e fauna locais, oferecer informações e atividades na área ambiental para integração.

Conheça mais sobre Rio Negro
Destinos Paraná
Publicidade