História de Três Ranchos
Capela Santo Antônio de Pádua - Foto: Goiás Turismo
Capela Santo Antônio de Pádua - Foto: Goiás Turismo

Período de 1887 a 1888,já havia no porto “Mão de Pau” no Rio Paranaíba, um vigia fiscal conhecido por Antônio da Cunha Bastos. Porém, mesmo antes desta época, estas terras já eram atravessadas por tropeiros oriundos da província de São Paulo e Minas Gerais com destino aos municípios de Entre Rios (IPAMERI) , Santa Cruz (SANTA CRUZ DE GOIÁS), e Vila Boa (GOIÁS). Depois de algum tempo, este local transformou-se num ponto por onde transitavam pessoas a procura de novas terras havia no lugar três casebres cobertos por folhas de babaçu servindo como ponto de pouso para essas pessoas (boiadeiros e viajantes), havendo também um local para pastagens e descanso dos animais.

Após 1943, desenvolveu-se no local conhecido por mancha velha,um movimentado povoado que tinha vantagem de estar perto da estrada de ferro que,desde sua inauguração em 1922, contribuiu para formação desse povoado. As terras férteis à margem do rio,de excelente qualidade para pastagens,a inauguração da estrada de ferro, o garimpo de diamantes e sobretudo as migrações,fizeram com que o povoamento tomasse um grande impulso.

Em 1948, no dia 19 de dezembro,o povoado foi elevado á categoria de distrito de Catalão. Mais tarde, em 19 de outubro de 1953,através da lei 824,foi emancipado politicamente sendo que a instalação oficial do município se deu em 1º de janeiro de 1954 e com isso surgiu o nome de Paranaíba de Goiás.A população da época não gostou da troca de nomes e dois anos depois, devido à pressão dos próprios habitantes o povoado voltou a adotar seu nome original.

Conheça mais sobre Três Ranchos
Destinos Goiás
Publicidade