História de Alto Paraíso
Cachoeira Almocegas - Foto: Silvio Quirino-Goias Turismo
Cachoeira Almocegas - Foto: Silvio Quirino-Goias Turismo

O povoamento da região ocorreu com a implantação de uma fazenda na segunda metade do século XVII por Francisco de Almeida, passando a se constituir num pequeno núcleo de colonização, denominado Veadeiros, no qual foram agrupando lavradores. Nesta época radicaram-se também Firmino de Almeida Salermo, José Pereira Barbosa e Manuel Caboclo que se dedicaram à pecuária e ao cultivo do café. O clima e o solo da região demonstrara-se favoráveis ao cultivo do trigo e, segundo registros históricos , as primeiras sementes foram introduzidas por alguns egípcios que vieram da Bahia por volta de 1800.

O município é um dos mais apreciados cartões-postais de Goiás. A exuberante natureza esconde cenas quase mágicas, como o pôr do sol, as montanhas, os canyons, as cachoeiras, as minas de cristal, as flores do cerrado e a energia que emana do solo.

Em Alto Paraíso de Goiás estão instalados mais de 40 grupos místicos, filosóficos e religiosos sendo reconhecida pelos espiritualistas de todo mundo como uma das regiões do planeta destinadas a receber seres escolhidos pelos planos superiores da vida e que podem ser classificados com os artífices da Era de Aquário, Alto Paraíso se destaca no Brasil e no mundo como a Capital Brasileira do Terceiro Milênio.

O paralelo 14, que atravessa a lendária cidade de Machu Pichu, no Peru, também passa sobre Alto Paraíso, em um local denominado Jardim Zen, onde pedras e flores compõem um cenário místico , originando fantásticas histórias sobre a região: discos voadores e seres extraterrestres.

Conheça mais sobre Alto Paraíso
Destinos Goiás
Publicidade