História de Brasiléia
Rua das Palmeiras - Foto: Gleilson Miranda (Licenca-cc-by-2.0)
Rua das Palmeiras - Foto: Gleilson Miranda (Licenca-cc-by-2.0)

No Seringal Carmem foi escolhida uma área para instalação da justiça do 3º Termo Judiciário da Comarca de Xapuri e do Juiz Fulgêncio de Paiva, que já havia sido expulso das terras do Seringal Nazaré. Eram os primeiros passos da fundação de Brasília, que contou com a participação de brasileiros como João Cordeiro Barbosa, José Antônio de Almeida, Olegário de Araújo França, Augusto de Melo Azevedo, Dr. Luiz Barreto Correa de Menezes, Dr. Ronaldo Melo, Raimundo Furtado, Fulgêncio Cruz, José Bernardo e outros. Brasília foi assentada à margem esquerda do Rio Acre, de frente à cidade boliviana de Cobija, onde moravam a maioria dos brasileiros que a fundaram no dia 03 de julho de 1910, data em que braços de seringueiros, sob as ordens dos doutores e seringalistas , derrubaram as primeiras árvores no  local em que hoje está situada a cidade de Brasiléia. A clareira era aberta ao som dos fervorosos discursos dos senhores fundadores, ao mesmo tempo em que a Bandeira Brasileira era desfraldada sob os olhares dos bolivianos, que assistiam a tudo do outro lado do Rio Acre.

Brasília, como era chamada Brasiléia, sede do município de mesmo nome, foi fundada em 03 de julho de 1910, nas terras dos índios Catianas e Maitenecas, no Seringal Carmem, quando o Acre já era território do Brasil. Brasília foi criada por homens da classe dominante da sociedade acreana da época, seringalistas e autoridades constituídas, que habitavam no Alto Acre, vinculados à exportação de borracha para Belém e Manaus. Brasília surgiu como fruto das relações sociais engendradas pela frente extrativa da borracha no Acre, tanto é que os seus fundadores foram, em sua maioria, seringalistas, homens detentores das riquezas acreanas no ano de 1910.

A região onde está situada hoje a cidade de Brasília também foi ponto importante para que Plácido de Castro, como comandante das tropas acreanas, pudesse montar ,no Alto Acre, bases militares quando da luta contra o Exército da Bolívia na questão do Acre, no ano de 1902. Pelo Decreto Nº 9.831, de 23 de outubro de 1912, do Presidente Hermes da Fonseca, Xapuri tornou-se município e Brasília sua comarca. No mesmo ano de 1912, Brasília foi elevada a categoria de vila, passando a ser considerada cidade em 1938. O Presidente Getúlio Dorneles Vargas, através do Decreto – Lei nº 968, de 21 de dezembro de 1938 criou o município de Brasília. Somente em 04 de janeiro de 1939 é que a prefeitura foi instalada. Pelo Decreto – Lei nº 6.163, de 31 de dezembro de 1943, Brasília passou a chamar-se BRASILÉIA, nome que continua até hoje.

Fonte: Prefeitura de Brasiléia, Ibge e Wikipédia

Conheça mais sobre Brasiléia
Destinos Acre
Publicidade