Pontos Turísticos em Fernando de Noronha
Por do Sol no Morro 2 irmãos - Foto: Hans Von Manteuffel
Por do Sol no Morro 2 irmãos - Foto: Hans Von Manteuffel

O arquipélago abriga dez fortes construídos pelos portugueses no século 18. A Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios teve suas ruínas tombadas pelo Iphan, valendo a visita por conta da história e do visual. A Vila dos Remédios é o primeiro núcleo urbano da ilha e mais importante até então. Lá estão a igrejinha e a fortaleza que dão nome à vila.

As construções histórias preservadas da Vila dos Remédios fazem o principal núcleo urbano da ilha parecer um cenário. O centrinho cresceu nos arredores da igreja de Nossa Senhora dos Remédios, construída em 1772 pelos portugueses e tombada pelo Iphan. A vila abriga ainda a sede da administração da ilha – o Palácio de São Miguel. A Vila cresceu ao redor da antiga igrejinha

Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios
Foi a maior fortificação implantada pelos portugueses no século 18. Erguida sobre um primitivo reduto holandês, funcionou como presídio comum e político na década de 30 até 1942. Durante a Segunda Guerra, serviu de abrigo para soldados americanos. Tombada pelo Iphan, a fortaleza teve suas ruínas preservadas e é aberta à visitação.

Forte São Pedro do Boldró
Não há registros do ano exato em que foi erguido. Hoje, suas ruínas servem de mirante para apreciar o por-do-sol.

Palácio de São Miguel
A sede da administração de Noronha foi construída em 1948. O casarão em estilo colonial possui móveis de meados do século,  telas do pintor pernambucano Wash Rodrigues e um vitral com a imagem do arcanjo São Miguel, em tamanho natural, feito pela vitralista Aurora Lima, discípula do artista alemão Henri Moser.

Mergulho em Fernando de Noronha
O arquipélago de Fernando de Noronha é um dos melhores lugares do mundo para a prática do mergulho. As suas águas cristalinas, com visibilidade de até 50 metros, abrigam peixes, raias, tubarões, tartarugas, moreias, barracudas, golfinhos, esponjas e algas, além das formações rochosas, recifes de corais e naufrágios.

Mesmo quem não tem prática de mergulho pode experimentar a sensação de ver a fauna marinha no seu habitat. Na beira das praias de Atalaia e Baía do Sancho, e nos aquários naturais formados pelas pedras da Baía dos Porcos, é possível ver diversos peixinhos coloridos.

O preço dos mergulhos varia de acordo com a época do ano. É cobrada também uma taxa obrigatória do IBAMA. As operadoras de mergulho instaladas na ilha fornecem o transporte e os equipamentos necessários. Para mergulhadores credenciados, as operadoras oferecem cursos variados, mediante reserva antecipada.

Conheça mais sobre Fernando de Noronha
Destinos Pernambuco
Publicidade