Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanHindiItalianJapanesePortugueseRussianSpanish
O que fazer em Alcântara
Praça da Matriz e ruinas da Igreja de São Matias - Foto-: Nando Cunha (Licença-cc-by-sa-3.0)
Praça da Matriz e ruinas da Igreja de São Matias - Foto-: Nando Cunha (Licença-cc-by-sa-3.0)

Em Alcântara, existem inúmeros atrativos turísticos a serem explorados e dentre esses, selecionamos os quais consideramos como os mais importantes, além de interessantes:

Lugares históricos:
Em Alcântara, a viagem continua. A cidade histórica fica a uma hora de barco de São Luís e é um excelente passeio que pode ser feito em apenas um dia. Uma vantagem é que, praticamente, todos os pontos turísticos da cidade, que parece ter parado no tempo, podem ser visitados a pé durante passeios tranqüilos pelas ruas calçadas de pedra. Os atrativos começam logo na descida do barco, no Porto do Jacaré e subindo a ladeira de mesmo nome, que conduz ao coração da cidade: o largo onde se encontram as ruínas da igreja da Matriz, a antiga cadeia e o pelourinho, ícones máximos das sociedades coloniais e escravagistas brasileiras.

É possível também, a partir de Alcântara, fazer passeios de barcos por igarapés e visitar ilhas como Cajual, onde estão sendo descobertos valiosos fósseis. Quem tiver um pouco mais de tempo pode dormir na cidade. Existem bares agradáveis para se degustar bebidas e comidas típicas. As noites de lua cheia, entre casarões e monumentos do passado, são inesquecíveis.

Museu Histórico e Artístico de Alcântara

Praça da Matriz. Acervo ilustra a opulência da cidade quando esta era habitada por ricos barões.

Pelourinho

Praça da Matriz
Um dos mais importantes atrativos de Alcântara. Decorado com as armas do império, é hoje o mais bem conservado do país.

Casa de Câmara e Cadeia

Praça da Matriz
Prédio do final do século XVIII, onde antigamente funcionava a cadeia. Hoje é sede da Prefeitura. Largo quadrangular cercado de casarões, abrigando o pelourinho e as ruínas da igreja de São Matias. Suas árvores são centenárias.

Casa do Imperador

Rua Grande
Construção inacabada. O prédio hospedaria o imperador D. Pedro II, em uma visita que nunca faria à Alcântara. Igreja e Convento do Carmo - Em estilo barroco, o conjunto é remanescente do século XVII. Mais de cem anjos esculpidos em talha dourada ornamentam seu altar.

Casa do Divino
Rua Grande, s/n. Parte das festividades do Divino Espírito Santo é realizada neste casarão restaurado. Nas suas dependências estão expostas mesas, altares e instrumentos utilizados durante as comemorações.

Fonte das Pedras

Rua Pequena.
Construída no século XVIII, para abastecimento de água.

Fonte do Mirititiua
Bairro de Caravelas. Construída no início do século XVIII.

Ilhas e Praias:

Praia da Baronesa
Possui bares e pousada. Próxima do centro de Alcântara (chega-se lá a pé), é a mais freqüentada.

Ilha do Cajual
Importante sítio de fósseis de dinossauros. Ponto de reprodução de Guarás.

Ilha do Livramento
Ilha desabitada, onde se encontra uma das mais belas praias de Alcântara. Chega-se de barco, em 15 minutos de travessia. Bastante freqüentada por turistas.

Conheça mais sobre Alcântara
Destinos Maranhão
Publicidade