História de Uruaçú
Barco de pesca - Foto: Silvio Quirino - Goiás Turismo
Barco de pesca - Foto: Silvio Quirino - Goiás Turismo

A cidade de Uruaçu está situada no coração de Goiás, a 280 km da capital Goiânia e a 300 km da capital Federal, Brasília. Sua história começa no ano de 1910 quando o Cel Gaspar Fernandes de Carvalho comprou uma fazenda enorme para abrigar seus filhos, parentes e empregados. Terras a perder de vista cheia de índios, animais silvestres e muitos ciganos. Logo depois ele doou terras para construção da Capela de Sant’Ana e assim começou com o povoado de Santana às margens do ribeirão Machambombo a saga de uma cidade que hoje é próspera e feliz. A emancipação se deu em 04 de julho de 1931 começando uma história cultural no norte goiano.

Nos anos 40 a música era mais religiosa com as festas tradicionais como São João, São Pedro e outras. Os pagodes, rezas e mutirões se tornaram rotina para encontro da comunidade e assim surgia o folclore com suas danças, versos e música. Segundo SOBRINHO (1997), escritor uruaçuense, foram os nordestinos que introduziram no norte goiano a cultura do carnaval, do futebol, os padrões de sociabilidade com recreações e por eles foi fundada a Associação Artística Operaria.

Hoje Uruaçu é o berço da cultura goiana com suas dezenas de Folias, grupos de danças quilombolas, ciganas e indígenas. Muitos escritores, artistas plásticos e artesãos registram as belezas da antiga Santana. A cidade cresceu economicamente também e hoje as ruas são um verdadeiro burburinho de automóveis e pessoas que circulam enriquecendo a paisagem da terra do Lago de Serra da Mesa. Com uma população de aproximadamente 36.929 habitantes segundo dados do IBGE 2010, Uruaçu tem se destacado e atraído a atenção do mundo pelo seu grande potencial turístico e econômico, envolvendo suas belas cachoeiras, o Memorial de Serra da Mesa e o Lago de Serra da Mesa e praia Generosa localizado a apenas 7 km da região urbana.

Com a Chegada do Lago, o município desenvolveu diversas ações que tem contribuído para o seu crescimento econômico, como na aqüicultura, que potencializou a capacidade de produção de peixes em tanques-redes para cerca de 30 toneladas por ano. O que também não diminui a força da agropecuária no município que conta com grandes criadores de gado e premiados produtores de soja.

Conheça mais sobre Uruaçú
Destinos Goiás
Publicidade