Turismo da terceira idade em franco crescimento no Brasil

 07/07/2017  |  Postado por: Ramon Andrade
Foto: Divulgação (Reprodução: Diário do Nordeste)
Foto: Divulgação (Reprodução: Diário do Nordeste)

A grande vantagem desse tipo de consumidor é que ele tem tempo de programar suas viagens de férias e passeios da forma e no tempo que desejar, principalmente os idosos aposentados.

O Brasil possui mais de 27 milhões de idosos com mais de 60 anos de idade e deve continuar a crescer, conforme relatório do Banco Mundial. Para o ano de 2050 existe uma estimativa de que em torno de 65 milhões de brasileiros tenham mais de 60 anos.

As pessoas que se encontram nessa faixa etária manifestam bastante interesse em sair de casa e conhecer principalmente, os destinos turísticos brasileiros. O detalhe muito importante sobre essas pessoas da terceira idade, é que elas estão mais ativas, além de ter apresentado melhoras na qualidade de vida, impulsionando fortemente a economia brasileira.

Segundo o estudo do Ministério do Turismo, mais de 25% dos brasileiros que se encontram na faixa etária acima de 60 anos, pretendem viajar, sendo que a maioria (59,9%) informou que deverá optar por destinos domésticos. Na hora de fazer turismo, os viajantes com mais de 60 anos preferem fazer o passeio acompanhados, enquanto que, a penas 15% manifestaram a intenção em fazer a próxima viagem sozinhos.

Como meio de transporte, o avião aparece como sendo o principal meio de locomoção com mais de 76%, seguido de automóvel com 16,8% e ônibus na casa dos 6,2%, conforme levantamento da pasta. Já para os meios de hospedagem favoritos, aparecem liderando, hotéis e pousadas com mais de 64%, seguido por casas de parentes e amigos com pouco mais de 27%.

A grande vantagem desse tipo de consumidor é que ele tem tempo de programar suas viagens de férias e passeios da forma e no tempo que desejar, principalmente os idosos aposentados, os quais podem vivenciar seus anos dourados em qualquer estação do ano.

No momento atual, essas pessoas têm chegado à terceira idade cada vez mais fortes e saudáveis. Em razão de tempo disponível, viajam com mais frequência e buscam por locais seguros, com belas paisagens e que, necessariamente não exija esforço fora de seus limites.

Com base na sazonalidade, investir no conforto da terceira idade deve garantir a fidelização desses consumidores nos períodos de baixa ocupação, os quais possuem estabilidade financeira, com disponíbilidade de tempo para viajar.

Uma iniciativa muito importante e que vem aquecendo o turismo da terceira idade, é o programa do Governo Federal (Ministério do Turismo) denominado de 'Viaja Mais Melhor Idade'. Trata-se de um programa de viagens com descontos especiais exclusivos para os idosos.  A proposta visa movimentar o mercado nacional de turismo, principalmente nas épocas de baixa estação.

Nesse programa existem pacotes que incluem passagens aéreas, refeições e hospedagens de todo o tipo. Há também, outros pacotes fechados que oferecem somente a hospedagem e passeios turísticos.

Hoje em dia já existem diversas agências especializadas em viagens para a terceira idade e conforme informações de uma delas, há inúmeros casais de idosos que viajam, sendo que, a maioria desse consumidor de turismo vai sozinho e, entre esses, 90% são mulheres, das quais, a maioria são viúvas. Há também as casadas que viajam sozinhas em razão de seus maridos preferirem ficar no conforto do lar à realizar uma viagem.

Viajar em grupos formados (excursão) é uma excelente oportunidade para conhecer novas pessoas com perfil semelhante e construir boas amizades que poderão durar por toda uma vida.

Cuidados especias nessa área

Para quem tem pretenções em comercializar o turismo da terceira idade, são necessários importantes pré-requisitos os quais não podem deixar de serem levados em consideração, que vão inicialmente desde o destino a ser oferecido, à serviços envolvidos com a viagem.

Lembre-se sempre que pessoas acima de 60 anos não são crianças, sendo assim, não devem ser tratadas infantilmente. O guia turístico que vai estar no comando de seus acompanhamentos,  tem a obrigação em saber disso, como também, nutrir de outras qualidades, à exemplo de paciência, bom humor, saber ouvir e conversar.  Ele também deve garantir que os idosos não andem muito após as paradas dos onibus de excursão.

Os pacotes de agências exclusivas para esse tipo de consumidor custam mais caros, em razão de acompanhamento em tempo integral. As empresas especialistas, disponibilizam monitores para cuidar desses passageiros durante as 24 horas. Essa viagem é mais lenta, como também, inclui menos atrações por dia, fazendo com que sejam necessários mais dias para visitar os pontos turísticos.

As pessoas que necessitam de acompanhamento exclusivo, em razão de mobilidade ou para se responsabilizar pela a alimentação, além das medicações, deverão contratar um profissional à parte.

O roteiro dessa viagem deverá ser minuciosamente bem elaborado pensando nas condições físicas desse grupo, para que ninguém venha ser prejudicado com uma possível exclusão de um determinado passeio, em razão de uma incapacidade por exemplo, como também, é obrigação das empresas cuidar do check-in e check-out desses passageiros, bem como, auxiliar na documentação e inclusive carregar as suas malas.

Para viagens fora do Brasil, é de fundamental importância, que o idoso considere contratar um seguro saúde, em virtude de que as agências não estão preparadas para lidar com imprevistos no que se refere à cuidados médicos dos passageiros. Nesses casos, o correto sempre,  é conduzir o idoso a um local onde ele possa ser atendido perfeitamente na forma adequada.

É importante também que as agências especialistas, elaborem uma ficha para cada passageiro, com todos os detalhes sobre a saúde dele, bem como, nome e contato dos médicos, tipo de alimentação, além dos telefones de familiares ou amigos mais próximos.

Segundo estudos realizados pela FIA, o consumidor da terceira idade prefere viajar para regiões serranas, praias, áreas rurais, cidades históricas, bem como, destinos com neve.  O estudo também apresentou dados relacionados à serviços, à exemplo de check-in antecipado para evitar filas,  indispensável para esse tipo de consumidor.

Vale salientar que é de tamanha responsabilidade viajar com pessoas idosas. A assistência deve ser uma constante, afinal, existem muitos locais que não possuem acessibilidade.  A atenção aos pequenos detalhes é fundamental. Nas viagens internacionais a atenção deve ser intensificada e muito bem planejada, exigindo assim a criação de manual bem distribuido com informações precisas e de fácil entendimento afim de auxiliar os idosos.

Por: Ramon Andrade
Salvador / BA
Diretor Geral do Visite o Brasil.
TAGS:  ,  
Foto: Divulgação (Diário do Nordeste)
Foto: Divulgação (Correio de Uberlandia)
Foto: Divulgação (Foto-Reprodução Agaxtur)
Foto: Divulgação (Foto-Reprodução Agaxtur)
Foto: Divulgação (Prefeitura de Floreal-SP)
Foto: Divulgação (Governo de Alagoas)
Foto: Divulgação (Prefeitura de Floreal-SP
VER TODAS MATÉRIAS
Publicidade