Sergipe registra o primeiro empréstimo com recursos do Fungetur

 07/07/2018  |  Postado por: Redação Visite o Brasil
Canion de Xingó - Foto: Acervo Emsetur
Canion de Xingó - Foto: Acervo Emsetur

Com novo formato, o Fungetur facilitou o acesso à linhas de financiamento para empreendedores do setor de turismo, principalmente para pequenas e médias empresas. Os segmentos atendidos são os de transportes turísticos, meios de hospedagem, agências de viagens, bares e restaurantes, entre outros. 

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) realizou nesta semana a primeira operação de crédito com recursos do novo Fundo Geral de Turismo (Fungetur). O contrato, assinado com uma empresa de aluguéis de transportes turísticos, prevê a liberação de R$ 770 mil para financiar a construção e aquisição de motores para dez embarcações. Os passeios de barco pelos cânions do Rio São Francisco e também pelas ilhas e manguezais nos arredores de Aracaju fazem parte dos roteiros mais procurados da capital sergipana.

“A reformulação do Fungetur vem atendendo seus objetivos; os resultados alcançados em menos de seis meses mostram que as linhas de crédito com recursos do fundo estão atrativas para os empresários e isso vai gerar novos negócios e mais empregos nos municípios”, comentou o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, referindo-se aos R$ 20 milhões já contratados nas instituições financeiras que gerem o fundo, com expectativa de geração de 208 novos empregos no turismo.

“O Banese é um banco público, que tem como missão promover o desenvolvimento econômico e social de Sergipe. Por isso, foi com muita satisfação que realizamos a nossa primeira operação de crédito através do Fungetur e já estamos analisando novas propostas que deverão ser concluídas com sucesso porque o fundo dispõe de uma linha de crédito diferenciada, que oferece prazos para pagamento bem dilatados e taxas de juros bastante atrativas”, afirmou Olga Carvalhaes, diretora de crédito do Banese.

Atualmente, o Banese analisa outras duas propostas de empresas sergipanas interessadas em acessar recursos do Fungetur. Uma para a construção de um restaurante flutuante no Rio São Francisco, um dos principais destinos sergipanos, e outra para conclusão das obras de um hotel que vai aumentar a oferta local de leitos. Atualmente, segundo pesquisa do IBGE/MTur, o estado conta com 285 estabelecimentos de hospedagem e 21,7 mil leitos.

Com novo formato, o Fungetur facilitou o acesso à linhas de financiamento para empreendedores do setor de turismo, principalmente para pequenas e médias empresas. Os segmentos atendidos são os de transportes turísticos, meios de hospedagem, agências de viagens, bares e restaurantes, entre outros. Antes da reformulação somente a Caixa Econômica operava com recursos do Fungetur. Agora outras sete instituições financeiras de vários estados estão credenciadas para gerir o fundo.  Os financiamentos têm prazo de amortização de até 20 anos com até cinco anos de carência. Os juros são a partir de 5% ao ano somados mais o INPC.

 

Mtur

Por: Redação Visite o Brasil
Salvador / BA
TAGS:  ,  
VER TODAS NOTICÍAS
NOTICÍAS
Publicidade