Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanHindiItalianJapanesePortugueseRussianSpanish

Santa Catarina investe em gestão de dados para monitoramento do turismo local

 06/02/2021  |  Postado por: Redacao Visite o Brasil
Central de Inteligência vai subsidiar políticas públicas de turismo. Crédito: Daniel Vianna/MTur
Central de Inteligência vai subsidiar políticas públicas de turismo. Crédito: Daniel Vianna/MTur

O presidente da Santur, Leandro Ferrari, explica que depois de coletados, esses dados precisam ser analisados e correlacionados, gerando informação, que precisa ser trabalhada para se tornar conhecimento e, finalmente, inteligência. Para isso, foi criada uma estrutura na sede do órgão, em Florianópolis.

A Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) vem avançando no campo de gestão de dados para o monitoramento do turismo do estado. O órgão lançou, recentemente, a Central de Inteligência do Turismo que vai oferecer suporte técnico e tecnológico para o trabalho de coleta, monitoramento e análise de indicadores do setor. A iniciativa tem o objetivo de embasar a tomada de decisões e a criação de políticas públicas eficazes para o desenvolvimento do turismo catarinense.

O primeiro passo para a criação da Central foi dado ainda no ano passado com o lançamento do Almanach, painel de dados sobre o turismo de Santa Catarina alimentado continuamente e que contém informações como o número de empresas de turismo, registros no Cadastur, empregos gerados, tipos de negócios e arrecadação de ICMS. Os dados abertos são obtidos de fontes oficiais como a Secretaria de Estado da Fazenda, Junta Comercial do Estado, ministérios do Turismo e da Educação, Secretaria Especial do Trabalho, entre outras. 

Outros dados estão sendo gradativamente incorporados, como a movimentação em aeroportos, fronteiras, parques temáticos, unidades de conservação e terminais rodoviários, assim como gastos efetuados com cartões, pesquisas, condições de balneabilidade, previsão do tempo, consumo de água e energia elétrica.

O presidente da Santur, Leandro Ferrari, explica que depois de coletados, esses dados precisam ser analisados e correlacionados, gerando informação, que precisa ser trabalhada para se tornar conhecimento e, finalmente, inteligência. Para isso, foi criada uma estrutura na sede do órgão, em Florianópolis.

“Pela primeira vez temos estrutura para analisar e gerir dados. Uma estrutura participativa, criada para integrar cada vez mais o trade, as entidades representativas do turismo e os gestores públicos. Esse espaço dentro da Santur é mais um passo para consolidarmos um modelo de gestão baseado em dados, o que é fundamental para fortalecer os destinos turísticos e alcançar melhores resultados”, destaca Ferrari.

A Central de Inteligência vai integrar o trabalho realizado pelo Observatório de Turismo de SC e pela Rede de Inteligência do Turismo, formada pela Santur, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Federação Catarinense de Municípios (FECAM), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-SC), além do trade turístico, instituições de ensino e demais entidades representativas do setor e outros atores que queiram contribuir e compartilhar dados e informações que auxiliem o setor turístico no estado.

 

Mtur
Vanessa Castro

Por: Redacao Visite o Brasil
Salvador / BA
TAGS:  ,  
VER TODAS NOTICÍAS
NOTICÍAS
Publicidade