MTur destaca conquistas do setor em reunião do CNT

 08/06/2019  |  Postado por: Redação Visite o Brasil
Foto divulgação: Roberto Castro
Foto divulgação: Roberto Castro

Marcelo Álvaro frisou que o MTur cumpriu todas as metas estabelecidas nos primeiros 100 dias do governo Bolsonaro, a fim de melhorar o ambiente de negócios do país. Ele citou a publicação do decreto que institui a Política Nacional de Gestão Turística dos Patrimônios Mundiais Naturais e Culturais.

A 54ª reunião ordinária do Conselho Nacional de Turismo (CNT), realizada nesta quinta-feira (6), em Brasília, foi palco do lançamento da nova marca do Ministério do Turismo, que destaca o momento positivo do mercado de viagens no Brasil. Com o mote ‘A Hora do Turismo’, as peças retratam o trabalho do governo federal, em parceria com a iniciativa privada, no sentido de garantir o adequado aproveitamento do potencial do país e contribuir para o desenvolvimento econômico e a geração de emprego e renda por meio da atividade turística.

No encontro, que reuniu as principais lideranças do setor na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destacou conquistas como a isenção de vistos a americanos, australianos, canadenses e japoneses, que já provoca forte alta na procura do Brasil. Também citou a aprovação da abertura do mercado aéreo ao capital estrangeiro pelo Congresso Nacional, com a consequente atração de companhias ao país, além de avanços na Lei Geral do Turismo.

Marcelo Antônio defendeu a união de esforços em favor de avanços na agenda estratégica do ramo, como o aumento da competitividade a partir de medidas que permitam a abertura de mercado e a atração de investimentos. “O turismo entrou de forma concreta na agenda estratégica do governo do presidente Jair Bolsonaro, e por isso estamos vivendo um momento histórico. Os primeiros resultados já começaram a aparecer: o turismo cresceu 3,5% no primeiro trimestre. A parceria entre o setor público e a iniciativa privada é o único caminho para o desenvolvimento. É inegável que chegamos à Hora do Turismo!”, declarou.

O ministro informou que o governo elabora uma Medida Provisória para contornar gargalos históricos do turismo, com a criação de áreas especiais de interesse turístico, a transformação da Embratur em agência de promoção internacional e a redução da tributação incidente sobre agências, operadoras de turismo e cruzeiros marítimos. “Como o próprio presidente Jair Bolsonaro falou ontem, a primeira missão deste governo é não atrapalhar quem quer produzir. Por isso, estamos debruçados em projetos e programas que destravem a economia, gerando um ambiente de negócios frutífero ao empresário, ao investidor e o principal: cheio de oportunidades para os brasileiros”, frisou.

Marcelo Álvaro frisou que o MTur cumpriu todas as metas estabelecidas nos primeiros 100 dias do governo Bolsonaro, a fim de melhorar o ambiente de negócios do país. Ele citou a publicação do decreto que institui a Política Nacional de Gestão Turística dos Patrimônios Mundiais Naturais e Culturais e de Portaria Interministerial que estabelece a gestão compartilhada entre a Secretaria de Patrimônio da União, o Ministério da Economia e o MTur para a exploração turística de imóveis de domínio federal.

Durante a reunião, técnicos da Pasta também deram informes sobre ações da Rede de Inteligência de Mercado no Turismo (RIMT) e do Programa de Regionalização do Turismo (PRT). Entre as autoridades do setor presentes ao encontro, estiveram o secretário-executivo do MTur, Daniel Nepomuceno; o secretário nacional de Estruturação do Turismo, Robson Napier; o secretário nacional de Integração Interinstitucional do MTur, Bob Santos; o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab, e o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, além de representantes do trade turístico de todo o país e dirigentes de Turismo dos estados.

 

Mtur
André Martins e Darse Júnior

Por: Redação Visite o Brasil
Salvador / BA
TAGS:  ,  
VER TODAS NOTICÍAS
NOTICÍAS
Publicidade