Começa temporada de passeios turísticos para avistar baleias no Espírito Santo

 12/07/2019  |  Postado por: Redação Visite o Brasil
Foto: Leonardo Merçon - Inst. Últimos Refúgios
Foto: Leonardo Merçon - Inst. Últimos Refúgios

Famosas pelos seus saltos, as espécies podem ser vistas de 10 a 20 milhas náuticas (entre 20 a 40 quilômetros) de distância da costa da capital capixaba. No momento do embarque, os turistas recebem orientações sobre as normas de avistagem, navegação e segurança. 

A temporada de avistamento das baleias Jubarte no Espírito Santo já começou e vai até o mês de outubro. Com embarcações regulamentadas pela Capitania dos Portos e equipes treinadas, os passeios turísticos saem da capital Vitória aos finais de semana e feriados, quando houver condições climáticas favoráveis, e contam com a presença de pesquisadores do Projeto Baleia Jubarte. A expectativa é de que cerca de 25 mil baleias passem pelo litoral capixaba até a segunda quinzena de outubro.

O ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destacou a organização dos serviços náuticos especializados em turismo de avistamento de baleias no Espírito Santo e a importância de a atividade turística ser realizada de forma sustentável. “A contemplação de baleias, além de ser uma experiência riquíssima e um diferencial da oferta turística de Vitória, é capaz de gerar emprego e renda para todos os envolvidos nesse tipo de serviço, fortalecendo a cadeia produtiva que tem se estruturado em torno do turismo de observação de baleias”, disse.

Duas embarcações estão regulamentadas pela Capitania dos Portos e com equipes treinadas para que os passeios aconteçam com segurança para os turistas e as baleias, sempre respeitando o ambiente marinho e a preservação da espécie. As embarcações, com capacidade para 30 e 22 passageiros, partem do Píer Cais do Pescador, na Enseada do Suá. Os passeios duram, em média, cinco horas (ida e volta), com permanência de até trinta minutos para contemplação das baleias.

Famosas pelos seus saltos, as espécies podem ser vistas de 10 a 20 milhas náuticas (entre 20 a 40 quilômetros) de distância da costa da capital capixaba. No momento do embarque, os turistas recebem orientações sobre as normas de avistagem, navegação e segurança. Além das recomendações, é entregue aos passageiros o Guia de Vida Marinha onde mostra, por meio de imagens registradas pela equipe de pesquisa Jubarte – Lab, que além dos cetáceos, baleias e golfinhos, é possível avistar tartarugas e aves marinhas como o albatroz, trinta réis e outras espécies que habitam a costa capixaba.

Durante todo o mês de junho foram realizadas capacitações dos demais profissionais da cadeia produtiva do turismo de Vitória envolvidos com as expedições. O secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana, destacou o protagonismo do Espírito Santo no turismo de observação de baleias. “Trata-se de um grande ativo capaz de gerar emprego e renda para diversos segmentos, fazendo com que a atividade seja bem-sucedida e realizada de forma sustentável social e ambientalmente”, afirmou.

Mtur
Geraldo Gurgel

Por: Redação Visite o Brasil
Salvador / BA
TAGS:  ,  
VER TODAS NOTICÍAS
NOTICÍAS
Publicidade