Vale Germânico: Região turística celebra a cultura alemã

 17/11/2019  |  Postado por: Redação Visite o Brasil
Casas tradicionais enxainel Novo Hamburgo (RS). Crédito: Christian Thomas
Casas tradicionais enxainel Novo Hamburgo (RS). Crédito: Christian Thomas

A ideia, segundo o governo local, é articular a região de forma integrada, potencializando as iniciativas locais, atraindo visitantes para os destinos que resgatam a cultura alemã, onde encontram as tradicionais casas enxainel (estilo arquitetônico típico germânico).

Os imigrantes alemães chegaram ao Brasil no século XIX e trouxeram suas tradições a diversas regiões do país, principalmente Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. O Rio dos Sinos fez parte do caminho percorrido pelos imigrantes, em 1824, até finalmente criarem raízes na cidade de São Leopoldo (RS), considerada berço da imigração alemã no Brasil. Esse município é um dos nove contemplados pela região turística Vale Germânico, localizada no Vale do Rio dos Sinos, que contém Araricá, Campo Bom, Dois Irmãos, Ivoti, Morro Reuter, Novo Hamburgo, Santa Maria do Herval e Sapiranga.

A denominação Vale Germânico foi reconhecida e homologada neste ano pelo Mapa do Turismo Brasileiro, instrumento do Ministério do Turismo, no âmbito do Programa de Regionalização da Pasta, que define regiões prioritárias para a criação de políticas públicas. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, ressaltou a importância da regionalização para potencializar o desenvolvimento do setor.

“Em uma região podem existir municípios que não recebem turistas, mas que se beneficiam da atividade pelo fornecimento de produtos e serviços. A lógica da Regionalização pressupõe que trabalhar o turismo de forma integrada, regionalizada e cooperada é mais vantajoso, pois o turista é estimulado a conhecer destinos diversificados e permanecer mais tempo na região, gerando mais recursos para os municípios envolvidos”, explicou o ministro.

Neste mês de novembro, representantes dos nove municípios lançaram oficialmente o produto turístico “Vale Germânico: Caminhos da Imigração”. A ideia, segundo o governo local, é articular a região de forma integrada, potencializando as iniciativas locais, atraindo visitantes para os destinos que resgatam a cultura alemã, onde encontram as tradicionais casas enxainel (estilo arquitetônico típico germânico), museus que contam a história da imigração, festas que celebram a cultura alemã, gastronomia típica, pontos turísticos e religiosos, além do contato com a natureza, através de cachoeiras, parques e trilhas.

 

Mtur
Vanessa Castro

Por: Redação Visite o Brasil
Salvador / BA
TAGS:  ,  
VER TODAS NOTICÍAS
NOTICÍAS
Publicidade