Mochilão pela Europa: saiba como se programar!

 23/06/2022  |  Postado por: Redacao Visite o Brasil
Foto: Divulgação Mtur
Foto: Divulgação Mtur

Fazer um mochilão pela Europa é uma oportunidade de conhecer alguns dos lugares mais lindos do mundo e viver uma experiência para a vida toda

Se você pretende fazer um mochilão pela Europa, saiba que será uma experiência inesquecível, que você certamente vai levar para a vida toda. Afinal, alguns dos lugares mais lindos do mundo estão abrigados nesse continente. Alguns com neve, outros com praias e até mesmo destinos históricos, com tradições muito bem preservadas.

No entanto, antes de comprar as passagens aéreas pensando em embarcar nessa aventura o mais rápido possível, é fundamental fazer um planejamento completo, o que inclui, entre outras coisas, comprar dólar.

Essa compra pode ser feita em espécie (em casas de câmbio), mas também há opções de traveler check (um cheque registrado por emissores autorizados), cartão pré-pago, cartão de crédito ou de débito internacional.

Contudo, independentemente da forma de pagamento utilizada, a recomendação é ter ao menos uma opção além do dólar em papel (espécie) para pagar suas despesas de viagem.

Pensando em ajudar os aventureiros de plantão que não dispensam uma viagem de mochilão e, obviamente querem gastar o mínimo e se divertir ao máximo, preparamos este artigo com algumas dicas valiosas para você se programar para o seu mochilão pela Europa. Confira!

Comece a economizar bem antes da viagem

Um bom planejamento financeiro é uma das partes mais importantes de qualquer viagem. Portanto, o primeiro passo é guardar uma grana durante um bom tempo antes da data que você pretende viajar.

E, para ter uma ideia do quanto você vai gastar, é necessário analisar todos os custos envolvidos na viagem.

Defina os roteiros

Após se planejar financeiramente, a segunda etapa é escolher os países que você irá visitar durante o mochilão. Uma das boas vantagens de viajar pela Europa é a possibilidade de conhecer diferentes localidades sem a necessidade de uma estadia muito longa.

Porém, curiosamente, essa vantagem também pode dificultar um pouco a escolha, afinal, são mais de 40 países. Por esse motivo, elabore seu roteiro sempre considerando o dinheiro e o tempo disponíveis para a viagem.

Reserve as passagens aéreas

Após a definição do roteiro, é o momento de buscar passagens aéreas baratas. Para isso, dedique um tempo pesquisando os preços e tente comprá-las alguns meses antes, a fim de evitar possíveis surpresas.

Providencie a documentação necessária

Providencie com certa antecedência toda a documentação que você vai precisar para viajar. No caso da Europa, os brasileiros precisam de pelo menos 5 documentos para validar a entrada no país de destino. São eles:

  • passaporte, com validade mínima de 90 dias após o término da viagem;
  • seguro viagem;
  • comprovantes de reserva de hospedagem ou uma carta convite enviada por um cidadão europeu;
  • comprovante financeiro (você pode precisar comprovar que tem recursos suficientes para a sua estadia);
  • passagem de retorno ao Brasil confirmada.

Vale ressaltar que o visto para a Europa só é exigido caso o viajante pretenda ficar mais de três meses no continente.

Arrume a mochila com pouca coisa

A mochila pode impactar diretamente a sua viagem, afinal, é ela que vai ajudá-lo a transportar os itens mais importantes do seu passeio, como trocas de roupas, protetor solar, lanches rápidos e objetos pessoais.

No entanto, é interessante viajar com pouca coisa para que você não tenha que carregar muito peso durante os trajetos entre as cidades a serem visitadas.

Além disso, procure escolher uma mochila especial, de preferência voltada para a prática do mochilão. Ela é mais resistente e conta com vários espaços internos para que você possa guardar os seus objetos menores.

Procure utilizar transporte público

Utilizar os transportes públicos para conhecer as cidades europeias é uma das melhores formas de economizar.

Por esse motivo, prefira sempre fazer os trajetos de trem ou de ônibus. Evite o uso de táxis e até mesmo de passagens aéreas. Se o destino for relativamente próximo, alugar uma bike ou até mesmo caminhar pode ser uma boa pedida.

Defina o meio de hospedagem

Por fim, o melhor meio de hospedagem para os mochileiros é o couchsurfing (forma para se hospedar gratuitamente em casa de moradores locais), bastante praticado na Europa. Entretanto, caso não haja essa possibilidade, pesquisar por albergues e hostels que ofereçam diárias baratas também é uma boa opção.

Por: Redacao Visite o Brasil
Salvador / BA
TAGS:  ,  
VER TODAS NOTICÍAS
NOTICÍAS
Publicidade