Desburocratização impulsiona sustentabilidade do turismo, diz secretária do MTur

 11/11/2017  |  Postado por: Redação Visite o Brasil
Tetê Bezerra - Secretaria do MTur  - Foto: Jangada MT
Tetê Bezerra - Secretaria do MTur - Foto: Jangada MT

O Brasil + Turismo, pacote de medidas do governo federal para fortalecer e alavancar o setor no Brasil, prevê, entre outras ações, a ampliação das linhas regionais no país e também estuda a mudança da regulamentação de voos de férias, com intuito de desburocratizar o processo de modo a incluir 10 milhões de viajantes no mercado aéreo doméstico

Na manhã desta sexta-feira (10), em Gramado (RS), a secretária nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do Ministério do Turismo, Teté Bezerra, defendeu que o Brasil continue investindo em estratégias de desburocratização do setor privado em nome do crescimento sustentado do setor. A palestra ocorreu durante a abertura do Congresso da 29ª Feira Internacional de Turismo (Festuris).

“Não dá mais para falar de turismo como ‘potencial’, trata-se de uma atividade econômica que cresce acima da economia e por isso é uma oportunidade concreta de fazer o Brasil avançar”, destacou. Ela afirmou que com o trabalho intermitente, previsto na reforma trabalhista, só o setor de bares e restaurantes deve gerar cerca de dois milhões de novos postos de trabalho.

Ela também fez comparações entre os países com as economias turísticas mais fortes do mundo. Na avaliação da secretária, países como a França, que hoje tem uma das economias mais competitivas em turismo, com quase 85 milhões de visitantes, devem ser vistos como exemplos. “Isso nos mostra que há gargalos que não podemos mais adiar. Um deles é a conectividade aérea, medida que estamos trabalhando de forma estrutural do plano Brasil + Turismo”, avaliou.

O Brasil + Turismo, pacote de medidas do governo federal para fortalecer e alavancar o setor no Brasil, prevê, entre outras ações, a ampliação das linhas regionais no país e também estuda a mudança da regulamentação de voos de férias, com intuito de desburocratizar o processo de modo a incluir 10 milhões de viajantes no mercado aéreo doméstico. Em países líderes do turismo mundial, como a Espanha, os voos de férias representam cerca de 30% de toda a movimentação turística interna. No Brasil, este percentual gira entorno de 5% por conta da burocracia.

Por: Redação Visite o Brasil
Salvador / BA
TAGS:  ,  
VER TODAS NOTICÍAS
NOTICÍAS
Publicidade