O que fazer em Boa Vista
Vista do Palacio Senador Helio Campos - Foto: Jorge Brazil (Licença-cc-by-sa-2.0)
Vista do Palacio Senador Helio Campos - Foto: Jorge Brazil (Licença-cc-by-sa-2.0)

À pouco menos de 32km de Boa Vista, na confluência dos rios Uraricoera e Tacutú, uma opção interessante, é conhecer o 'Forte São Joaquim', construído em 1775. O forte foi um local estratégico para a história de Roraima, palco de muitas lutas do domínio da coroa portuguesa contra os espanhóis, holandeses e ingleses. A acessibilidade ao forte se dá pela rodovia BR 401 ou numa deliciosa viagem a bordo de barco, num percurso de aproximadamente 60 minutos.

Com visita constante de Esotéricos de toda parte do mundo, por acreditarem que forças místicas mexem com a imaginação das pessoas por ali, o 'Marco da Linha do Equador' é um interessante lugar para conhecer. O monumento marca a passagem da linha imaginária do Equador pelo Estado de Roraima.

Com aproxidamente 3 horas de duração, um dos passeios mais interessantes que deve ser feito em Porto Velho, é navegar até o pé da 'Serra Grande', a bordo de um confortável barco. Ao chegar, para os amantes do ecoturismo, pode-se fazer uma trilha de 5 horas até o cume, apreciando a riqueza da fauna e flora do lugar. Nas trilhas, também é possivel pedalar, contudo deve levar sua bicicleta. Como não há tempo sufciente para retornar no mesmo dia, existe no local, acomodações para o pernoite, retornando só no dia seguinte.

Mesmo com geografia local favorecendo a prática de esportes radicais, sendo a região muito forte no turismo de aventura, há também inúmeros atrativos para os apreciadores da cultura indígena no intuito de se aproximar mais, das raízes do nosso país.

No turismo cultural e histórico de Boa Vista, faça um tour pela cidade, conhecendo os principais pontos turísticos dentre os quais, destacamos:
Orla Taumanan: Espaço sobre o Rio Branco com lanchonetes, restaurantes, bares e muito MPB ao vivo todas as noites. É possível provar a culinária típica roraimense nos seus quiosques. Há espaços para caminhada e uma bela vista para o rio. No idioma Macuxi, a palavra “taumanan” significa “paz”.
Centro Cívico: O coração da cidade, bastante arborizado. Ótima opção para caminhadas e bate-papo em seus quiosques.
Praça das Águas: A praça possui fontes luminosas que alternam suas cores conforme a música que é tocada. Uma sintonia relaxante ao lado do Complexo Ayrton Senna.
Portal do Milênio: Portal criado na virada do segundo milênio na Praça das Águas. A beleza de sua arquitetura atrai muitos turistas.
Centro de Artesanato, Cultura e Geração de Renda Velia Coutinho: Espaço rico em artesanato roraimense, principalmente artigos indígenas. Há shows, aulas gratuitas de ginásticas no período noturno, restaurantes e exposições artísticas permanentes.
Monumento ao Garimpeiro: Monumento dos garimpeiros que desenvolveram o Estado na época que o garimpo com máquinas era permitido. Fica na praça do Centro Cívico.
Parque Anauá: O parque mais visitado da cidade é grande e conta com inúmeras atrações para todos os gostos e idades.
Praia da Água Boa: Margeada de vegetação e com águas límpidas. Fica a 15 km do centro da cidade e o acesso pode ser feito de barco ou pela rodovia BR 174.

Conheça mais sobre Boa Vista
Conheça Boa Vista
Publicidade