Guaporé e Mamoré

Guaporé e Mamoré - Foto/Reprodução: Rondonia Guia
Guaporé e Mamoré - Foto/Reprodução: Rondonia Guia

Em abril de 1878, em função do Tratado de Ayacucho, foram enviadas para Corumbá (MS) as Plantas Geográficas dos Rios Guaporé e Mamoré, sendo que a cartografia para delimitar os limites fronteiriços dos rios Guaporé e Mamoré foi levantada e apresentada pela 2ª Seção brasileira, sediada na mesma cidade, tendo sido todas chanceladas pelos Delegados brasileiros e bolivianos. Continuando a descrição destas cabeceiras continuam os limites pelo leito do mesmo rio até sua confluência com o Guaporé, e depois pelo leito deste e do Mamoré até sua confluência com o Beni, onde principia o Rio Madeira.

Em 1878 e 1879, houve troca de Notas da Chancelaria boliviana com a Embaixada do Brasil em La Paz, acusando o recebimento e aprovando a Carta Geral, conforme ajustado na 7ª Conferência da Comissão Mista.

Fonte: Wikipédia

Guaporé e Mamoré - Foto/Reprodução: Rondonia Guia
Guaporé e Mamoré - Foto/Reprodução: Rondonia Guia
 Veja também
O início da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, em virtude da assinatura do Tratado de Petrópolis (1903), constituiu outro poderoso impulso para o povoamento. Durante a Segunda Guerra Mundial, o Decreto-lei...Saiba mais
A História de Rondônia começa antes do descobrimento do Brasil, quando o atual território do estado era povoado por várias tribos de índios. Rolim de Moura instalou a sua capital em Vila Bela da Santíssima Trindade...Saiba mais
Destinos Rondonia
Publicidade