Últimos posts

Reserva Extr. Resex - Tapajós

Resex_Tapajós - Foto: Arquivo ICMBio
Resex_Tapajós - Foto: Arquivo ICMBio

A Reserva Extrativista Resex Tapajós - Arapiuns fica às margens do rio Tapajós. É uma área extensa com um ambiente distinto da Flona Tapajós. Algumas comunidades tradicionais estão estruturadas como a de Anã e Atodi que recebem visitantes e são apoiadas pelo Projeto Saúde e Alegria.

Comunidade tradicional de Anã
Tradicionalmente ocupada por 96 famílias de origem indígena, a comunidade de Anã está localizada na Reserva Extrativista Tapajós-Arapuins, a margem do rio Arapuins, a cerca de quatro horas de navegação da cidade de Santarém e da vila de Alter do Chão.

Na comunidade não existe fornecimento de energia elétrica, mas alguns moradores utilizam geradores particulares. O abastecimento de água funciona através de um micro sistema acionado a diesel que atende a maioria das famílias.

Hospedagem:

Hospedaria Paraíso do Anã
A hospedaria Paraíso do Anã é um empreendimento da Associação dos Produtores Rurais de Anã – APRONÃ. A hospedaria recebe hóspedes individuais ou grupos, oferecendo alimentação e hospedagem em rede. A capacidade receptiva atual é de no máximo 20 pessoas.

-Estrutura:
A estrutura é composta por uma área de convivência, uma cozinha, banheiros (masculino e feminino), uma maloca/redário. As construções são em madeira e alvenaria cobertas de palha. A pousada possui água corrente fornecida pelo poço artesiano da comunidade e dispõe de um sistema solar fotovoltaico que garante iluminação.

-Como chegar:
O acesso é exclusivamente fluvial com saída de Santarém com duração de 4 horas até a chegada a Vila do Anã.

-Melhor época:
Durante o verão amazônico, de agosto a dezembro, quando surgem as pontas de praias próprias para banho.

-O que fazer:
Visitar ao Projeto de Manejo de abelhas nativas sem ferrão, visitar ao Projeto de criação de peixes no lago da comunidade, visitar a comunidade e roda de conversa na casa de comunitários, visitar as comunidades próximas que produzem artesanato em fibra de tucumã, degustar da culinária regional e trilhas. É possível também pescaria no rio ou igarapé e acompanhar um dia de roça.

-O que comprar:
Existe na comunidade loja de artesanato, onde é possível comprar produtos artesanais derivados da fibra de tucumã. Outra opção é a Cooperativa de turismo e artesanato da floresta – turiarte, em Santarém.

Fonte: SETUR/PA (05/2016)

Resex_Tapajós - Foto: Arquivo ICMBio
Resex_Tapajós - Foto: Arquivo ICMBio
 Veja também
A natureza foi generosa com o Pará, com a combinação de fatores marcantes de vários ecossistemas, onde o predominante é o amazônico. Rios, praias, mangues, florestas, campos alagados, vastíssimos...Saiba mais
Como atrativos têm-se trilhas educativas e interpretativas, com inúmeras espécies de árvores identificadas, pontes sobre igarapés com corredeiras, um museu sobre o período da Estrada de Ferro do Tocantins com umSaiba mais
No período do verão amazônico, de agosto a dezembro, quando há possibilidade de conhecer a comunidade no seu cotidiano.Saiba mais
Destinos Pará
Publicidade