País com dimensões continentais, o Brasil só tem 30 mil km de malha ferroviária

 11/08/2018  |  Postado por: Ramon Andrade
Maria Fumaça de Rio Negrinho à Rio Natal - Foto: Aviesp
Maria Fumaça de Rio Negrinho à Rio Natal - Foto: Aviesp

Que o turismo ferroviário é uma importante ferramenta de promoção do turismo, isso nós já sabemos. O que precisava era o engajamento do Governo através dos órgãos  competentes e, ao que tudo indica, a nova gestão do Mtur abraçou de vez essa causa.

O Brasil é considerado um país com dimensões continentais e possui extensão territorial de 8.514.876 Km2. Sua área corresponde a, aproximadamente, 1,6% de toda a superfície do planeta, ocupando 5,6% das terras emersas do globo, 20,8% da área de toda a América e 48% da América do Sul, mas não anda nos trilhos como o resto do planeta.

O Brasil tem hoje 28 roteiros para passeios em trens de passageiros, entre regulares e turísticos, autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).  A variedade de trens não é tão grande mas, o turista pode escolher entre antigas Marias Fumaças ou trens mais modernos, sem agressão ao meio ambiente. Dados do Plano Nacional de Viação de 2016 mostram que o país possui 30,6 mil km ferrovias já implantados e 17,2 mil km em planejamento.  Só no ano de 2016, o setor transportou 1,3 milhão de passageiros.

Andar de trem é fazer uma maravilhosa viagem no tempo. Esse prazeroso meio de transporte e que foi desenvolvido no início do século XIX, confere aos seus passageiros  uma viagem confortável bonificando a você inúmeras paisagens exuberantes entre serras, matas e plantações agrícolas.

A construção da primeira ferrovia no Brasil foi iniciada com o Barão de Mauá, que implementou os primeiros trilhos. Só que com o passar dos tempos,  outras formas de transportes foram surgindo, os investimentos nas ferrovias foram diminuindo, contudo, as poucas ferrovias que restaram não perderam seu charme e são elas que hoje vem aos poucos, ganhando importância merecida no turismo brasileiro.

Na Europa:

Os trens estão por toda a parte na Europa. Alguns desses trens viajam em alta velocidade por todo o continente. Há também outros trens que se deslocam tranquilamente, durante o dia ou à noite. As estações de trens europeias geralmente localizam-se em um ponto central e de fácil acesso. Nelas sempre há boas instalações conforme o padrão Eropeu e, sempre há táxis, ônibus e carros para aluguel em suas proximidades.

O Eurail Pass é válido em diversas companhias ferroviárias europeias. Com um único passe de trem da Eurail você viaja por até 28 países, e pode desembarcar durante a viagem para conhecer as cidades, monumentos, museus e cenários deslumbrantes da Europa. Saiba também que para cada tipo de férias na Europa, há um Eurail Pass perfeito!

Roteiros de Trens na Europa:

A seguir você vai conhecer os diferentes trens europeus, como trens de leito, do chocolate, de alta velocidade e suas instalações, para que você tenha uma ideia dessas maravilhosas viagens de trem em toda a Europa!

Trens com alta velocidade TGV atravessando campos na França
Os trens de alta velocidade são sem dúvidas, o modo mais rápido de viajar por toda a Europa, cobrindo enormes distâncias com alto luxo, relaxando em poltronas extremamentes confortáveis desgustando uma deliciosa refeição no vagão-restaurante. Um detalhe importante a ser observado é que as reservas de assento para trens de alta velocidade são obrigatórias.

Trens noturnos com dois andares finlandês
Esses trens noturnos são uma excelente opção de viajar pela Europa. Nessas viagens se economiza um tempo precioso, visto que, ao viajar entre as cidades enquanto dorme, ao chegar ao destino você estará bem descançado. Escolha a acomodação que melhor adapte-se a você e principalmente ao seu orçamento.  Não esqueça que, para as acomodações dos trens noturnos, deve-se obrigatoriamente fazer a reserva antecipadamente.

Trens regionais na Itália
Os trens regionais da Italia o conduzirão à todo e qualquer lugar da Europa, desde a menor vila à maior capital. Geralmente, esses trens não exigem reserva antecipada e são uma forma econômica e prazeirosa de conhecer cada cantinho da Europa.

Trem Panorâmico atravessando o Vale na Suíça
A Europa é sem dúvidas um belíssimo continente, como também, várias de suas regiões são extremamente belas. Nessas partes, você pode encontrar os trens panorâmicos, que o leva a conhecer e deslumbrar paisagens encantadoras de montanhas incríveis e litorais pitorescos da antiguidade.

Roteiros de Trens no Brasil:

Hoje, existem 28 roteiros de trens de passageiros, entre regulares e turísticos, autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). São maravilhosos passeios onde temos como principal destaque, passeio histórico-cultural a bordo de graciosas 'Marias Fumaças'. Confira a seguir:

Estrada de Ferro Carajás (PA - MA)
A Estrada de Ferro Carajás (EF-315), também conhecida pela sigla EFC, é uma ferrovia diagonal brasileira com 892 km de extensão, em bitola larga, operada pela mineradora Vale S.A.. Passa pelos estados do Maranhão e do Pará, ligando o Porto do Itaqui no município de São Luís (MA) a Marabá e Parauapebas (PA).

Sua denominação no Plano Nacional de Viação é EF-315, mas também foi apelidada de Ferrovia Carajás-Itaqui. Apesar dos problemas enfrentados pelo transporte de passageiros de longa distância no Brasil, este sistema transporta atualmente cerca de 1.500 usuários por dia.

Estrada de Ferro Vitória a Minas
A Concessionária Estrada de Ferro Vitória a Minas S.A., também conhecida pela abreviação EFVM, é uma empresa ferroviária brasileira que interliga a Região Metropolitana de Vitória, no Espírito Santo, a Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais.

Sua locação se iniciou no final do século XIX e tinha como objetivo inicial o transporte ferroviário de passageiros e escoar a produção cafeeira do vale do rio Doce e Espírito Santo, no entanto seu foco foi alterado em 1908, passando a visar Itabira e escoar o minério de ferro extraído no município até os complexos portuários capixabas.

Trem de Rio Negrinho a Rio Natal (SC)
O passeio histórico-cultural de “Maria Fumaça” que sai de Rio Negrinho em direção a Rio Natal uma colônia polonesa, no interior de São Bento do Sul, passa por um trecho belíssimo em cenários antigos de montanhas, contendo túneis, cachoeiras, pontes muito altas e fantásticos cortes nas rochas.

Todas as viagens realizadas pelos Museus Dinâmicos tentam realmente resgatar a Memória Ferroviária, onde o passageiro volta no tempo, passando por antigas estações e vendo em funcionamento toda a infra-estrutura de uma ferrovia a vapor.

Trem do Vinho (RS) 
Dois atrativos em um só passeio. A Maria Fumaça “trem do vinho”, como é conhecida, percorre as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa e dá oportunidade ao turista de viver as tradições dos imigrantes italianos, que são retratadas no passeio por meio de apresentações típicas gaúchas. No trajeto também são servidos vinho tinto, suco de uva branco e tinto, além de espumante.

A rede ferroviária foi inaugurada em 1919 e transportou passageiros até a metade da década de 1970. O Trem do Vinho, também conhecido como Trem da Uva ou simplesmente Maria Fumaça, é uma linha ferroviária turística localizada no Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul. O Trem do Vinho é operado pela Giordani Turismo.

São 23 quilômetros de percurso e uma hora e meia de duração. Durante o passeio, há apresentações de um coral típico italiano, com show de tarantela, teatro, repentista e também pelos gaúchos. Em Garibaldi há uma recepção com música gaúcha e italiana, além de degustação de espumante e suco de uva.

Expresso Turístico (SP)
O Expresso Turístico foi criado em 2009 e oferece, além da viagem italiana, roteiros para mais dois destinos: Estação da Luz - Mogi das Cruzes e Estação da Luz - Paranapiacaba. São 174 poltronas para acomodar confortavelmente os turistas e espaço reservado para cadeira de rodas com cinto de segurança.

Viajar no tempo e na história dos italianos que vieram ao Brasil, no período da imigração, para desbravar o estado de São Paulo. Essa é a proposta do passeio no “trem da Itália”, que faz parte do Expresso Turístico da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O passeio é realizado três vezes ao mês.

O embarque inicia na Estação da Luz, na capital do estado, e tem como destino Jundiaí (há 60 km da cidade de São Paulo), que preserva costumes e a arquitetura trazida pelos imigrantes italianos. O gostinho de história começa logo na entrada da locomotiva, fabricada nos anos 1960. Depois, basta sentar-se confortavelmente no assento do trem e embarcar no “túnel do tempo”, com direito a apresentações e curiosidades sobre os imigrantes a bordo, bem como música e histórias que marcavam aquela época.

Uma Luz no fundo dos trilhos
Que o turismo ferroviário é uma importante ferramenta de promoção do turismo, isso nós já sabemos. O que precisava era o engajamento do Governo através dos órgãos  competentes e ao que tudo indica, a nova gestão do Mtur abraçou de vez essa causa. Esperamos que não haja descarrilhamento, afinal o Brasil passou a contar com o total apoio desse importante órgão federal.

Em fevereiro deste ano, uma reunião em Brasília marcou a retomada de discussões do Grupo de Trabalho de Turismo Ferroviário coordenado, desde 2010, pela Pasta. A pauta do encontro abordou pontos como a necessidade de avanços normativos e legais na área para superar obstáculos ao adequado desenvolvimento do ramo no Brasil.

Além do MTur, fazem parte do GT de Turismo Ferroviário representantes do Ministério dos Transportes, do DNIT, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do Ministério do Meio Ambiente, do Brasil Convention & Visitors Bureau e empresários do setor,  dentre outros.

Por: Ramon Andrade
Salvador / BA
Diretor Geral do Visite o Brasil.
TAGS:  ,  
Trem noturno com dois andares (Finlândia) - Foto: Interrail
Trens regionais da Itália - Foto: omelhordeviajar.com.br
Trem de alta velocidade TGV - Foto: Via-Trolebus
Trem Panorâmico atravessando o Vale na Suíça - Foto: tripsandtips.com.au
Trem Panorâmico atravessando o Vale na Suíça - Foto: Bancobras
Trem Panorâmico atravessando o Vale na Suíça - Foto: apureguria.com
Trem do Vinho - Foto: Jardineiradegramado.com.br
Trem do Vinho - Foto: Jardineiradegramado.com.br
Maria Fumaça de Rio Negrinho a Rio Natal - Foto: Aviesp
Maria Fumaça de Rio Negrinho a Rio Natal - Foto: Aviesp
Expresso Turístico de São Paulo - Foto: Viajarebrincar.com.br
Expresso Turístico de São Paulo - Foto: RNews
Expresso Turístico de São Paulo - Foto: Fernando Picarelli Martins
Expresso Turístico de São Paulo - Foto: Fernando Picarelli Martins
Estrada de Ferro Vitoria a Minas- Foto: Vale do Rio Doce
Estrada de Ferro Vitoria a Minas- Foto: Vale do Rio Doce
Estrada de Ferro Vitoria a Minas- Foto: Vale do Rio Doce
Estrada de Ferro Vitoria a Minas- Foto: Vale do Rio Doce
Estrada de Ferro Carajás - Foto: Via Trolebus
Estrada de Ferro Carajás - Foto: Via Trolebus
VER TODAS MATÉRIAS
Destinos Bahia
Publicidade